Blog do Maria

02/01/2010

Quem viu Wellington Silva jogar levanta o dedo

Começou a Copa São Paulo de futebol Junior.  Dela participam 92 clubes. Uma festa para a garotada da bola,  para as 23 cidades sedes da competição e, claro para os empresários. Até porque, a  nata da categoria sub-18 está bem ali, em exposição.  Muitos craques hoje consagrados surgiram na Copa São Paulo. Rogério Ceni, foi um deles. Kaka, Robinho, Diego, Alexandre Pato, Nilmar, Rafael Sobis, Neymar, Ronaldinho Gaúcho... ihhhh a lista é imensa, até porque a competição é antiga . Até Renato Gaúcho participou dela. No ano passado,  o Fluminense apresentou  o atacante Wellington Silva, que tinha apenas 15 anos. Resultado, garoto mostrou tantas qualidades que foi negociado para o Arsenal, da Inglaterra, sem que a grande maioria da torcida tricolor tivesse o gostinho de vê-lo em ação.  Mas ainda dá tempo: ele participa desta 41a. Copa São Paulo.

Por Maria às 23h34

01/01/2010

Márcio Braga se despede após 33 anos de Flamengo

 

 

         

Márcio Braga na chegada ao Fla em 1977 e, agora, ao sair

 

 

 

 

Ao se despedir da Nação Rubro-Negra, Márcio Braga divulgou uma carta na qual faz o  balanço da sua passagem pelo Flamengo, exercendo importantes funções desde o início de 1977. Além de vitorioso, ao longo de todo este tempo (na verdade, nunca se afastou totalmente do clube), ele foi uma figura atuante. Sempre defendeu seus pontos de vista independentemente das críticas que recebia.  Numa ocasião, chegou a ser agredido no hall do Maracanã por um torcedor. Mas, nada o intimidava ou o impedia de executar aquilo que considerava benéfico para o clube.  

 

Títulos importantes conquistados pelo clube com Márcio Braga na presidência: Brasileiros de 1980, 1987 (a CBF, aponta o Sport como campeão, mas isso  gera longa discussão), 1992 e 2009; Copa do Brasil: 2006; Estaduais: 1978,  1979 (duas vezes), 1991, 2004, 2007, 2008 e 2009.

 

Na ocasião em que  o Flamengo conquistou a Libertadores e o Mundial Interclubes em 1981 ao derrotar o Liverpool por 3 a 0, Márcio Braga era o presidente do Conselho Deliberativo do clube.

 

Neste momento de transição, a dívida do Flamengo é superior a R$ 330 milhões como ele mesmo disse em recente entrevista. Claro que esse montante vem crescendo ao longo de muitos anos. 

Por Maria às 12h24

31/12/2009

O futebol brasileiro e seus grandes vencedores em 2009

ANTES DE TUDO O MEU MUITO OBRIGADO E UM FELIZ 2010 A TODOS VOCÊS

 

     DUNGA E A SELEÇÃO BRASILEIRA

             

Se no ano passado, Dunga  era alvo de críticas e de especulações dando conta de sua demissão do comando da seleção brasileira, tudo mudou em 2009. Tem total apoio da CBF e  da torcida, pois o Brasil conquistou antecipadamente sua classificação para a Copa de 2010. E em primeiro lugar. A equipe reconquistou a confiança do torcedor, que passou a acreditar na conquista do hexacampeonato mundial.

 

 

 A ESTRELA E OS DESTAQUES DA SÉRIE A

  

 

Diego Souza foi escolhido o craque da temporada e pela terceira vez o melhor apoiador do Brasileiro. O jogador do Palmeiras mostrou muitas qualidades. Claro que não existe unaimadade mas ele se destacou numa equipe que nas rodadas finais perdeu pontos importantes e terminou em quinto lugar. Os  melhores do Brasileirão na festa da CBF: Victor (Grêmio), Jonathan (Cruzeiro), André Dias (São Paulo), Miranda (São Paulo) e Julio Cesar (Goiás); Hernanes (São Paulo), Guinhazu (Internacional), Diego Souza (Palmeiras) e Petkovic (Flamengo); Diego Tardelli (Atlético Mineiro) e Adriano (Flamengo).

 

  

                                                                                     

    DANIEL ALVES

 

    

 

Na festa da Fifa, em Zurique, o lateral baiano fez parte da seleção dos melhores da temporada de 2009. Na seleção brasileira conquistou a confiança de Dunga e foi decisivo  em jogos. Um ano importante em sua carreira profissional.

 

 

 MARTA

  

 

Marta conquistou pela quarta vez o título de melhor jogadora de futebol do Mundo, superando os craques Ronaldo e Zidane, bem como a alemã Birgit Prinz, todos com três premiações. Um ano de ouro para a alagoana de Dois Riachos. Não custa  lembrar que a atacante do Santos, com apenas 23 anos, sobra na turma e tem tudo para aumentar a vantagem. 

 

 

   RONALDO FENÔMENO

  

 

Ronaldo Fenômeno voltou ao Brasil e colocou  o grande Corinthians num patamar mais elevado. Se tecnicamente foi decisivo na conquista do Paulistão, o mesmo aconteceu na Copa do Brasil, título que garantiu a equipe na próxima Copa Libertadores. Em termos de marketing atraiu grandes investidores. Tanto que o clube negocia contrato de R$ 38 milhões para esta temporada, o mais alto do futebol brasileiro.

 

 

  O FLA DE PATRÍCIA E ANDRADE

    

 

A ex-nadadora Patrícia Amorim se tornou em  dezembro de 2009 a primeira mulher a presidir o Flamengo, clube fundado em 1895 e que se tornou o mais popular do Brasil. Sua luta contra os fortes candidatos foi intensa. Uma vez presidenta,  a torcida a recebeu de braços abertos. Como primeiro ato, ela garantiu a permanência de Andrade como técnico. No momento, uma de suas  prioridades é unir todas as correntes políticas e pacificar o clube.

 

Andrade foi outro vitorioso. O Flamengo, que terminara o primeiro turno em décimo lugar, sob seu comando foi subindo na tabela rodada a rodada e conquistou o título de campeão brasileiro, quebrando um jejum de 17 anos.

 

Aplausos também para Vasco, Guarani, Ceará e Atlético (GO), que se classificaram  para a Série A, bem  como para América Mineiro, Asa, Icasa e Guaratinguetá, que ascenderam da série C para a B. 

Claro que o futebol brasileiro teve inúmeros outros destaques em 2009, mas esses personagens realmente marcaram pelas conquistas e premiações.

 

 

 

 

Por Maria às 12h22

30/12/2009

Acho que Papai Noel é corintiano

Digam o que quiserem. Opinião é opinião. Mas para mim, Papai Noel foi mais generoso com o Corinthians do que com qualquer outro clube que disputará a Séria A de 2010.  Portanto, a meu ver o Timão tem tudo para conquistar o bicampeonato paulista e entrar com chances reais nas demais competições da temporada que vem por aí. Ainda mais se o Fenômeno se cuidar. Se conseguir repetir a dose do ano passado já está bom, mas gostaria que ele se mostrasse mais ambicioso para que o seu vôo fosse ainda maior.  E basta querer. Claro que há quem critique as novidades do Parque São Jorge, mas Roberto Carlos, Iarley, Tcheco e Danilo são bons jogadores. Ralf também tem qualidades.

 

 

Por Maria às 19h53

29/12/2009

Gigghia e o seu respeito a Barbosa

             

Gigghia lamenta todo o sofrimento vivido pelo goleiro Barbosa

 

O futebol brasileiro, através da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer, deu uma demonstração de grandeza ao fazer com que Gigghia, o carrasco do Brasil  na Copa de 1950, tivesse os pés gravados  no Hall da Fama do Maracanã. Era visível a emoção daquele velho uruguaio quando a Secretária Márcia Lins o encaminhou para o local da cerimônia. Para ele, cena impossível de um dia acontecer.

 

Gigghia, que completou 83 anos na semana passada, é uma nobre figura e merece todo nosso respeito. Para que vocês tenham noção exata do grau de sua elevação, conto uma passagem na Copa da Alemanha, em 2006. Eu e Aydano André Motta, que fazíamos parte da equipe do Globo, fomos encarregados de cobrir a festa em que a Fifa  homenagearia todos os campeões do Mundo. E lá estava Gigghia. De início um tanto arredio, pois temia os brasileiros. Mas Aydano conseguiu conquistá-lo.

 

Conversa vai, conversa vem, o “carrasco” revelou toda sua nobreza ao confidenciar: “Uma das minhas grandes decepções é em razão de os brasileiros crucificarem o goleiro Barbosa e jamais reconhecerem que tive méritos na jogada. Barbosa não falhou e não merecia o tratamento que carregou até o final de sua vida.

 

Talvez agora, ao ter os pés gravados em pleno Hall da Fama do Maracanã, Gigghia passe a ter esperanças de que os brasileiros olhem Barbosa de forma diferente e reconheçam suas virtudes ao marcar o gol.

Por Maria às 20h41

28/12/2009

Preciso que vocês me deem um help

Assisti atentamente ao Jogo das Estrelas. Foi uma festa belíssima, de cunho beneficente, Maracanã com quase 75 mil torcedores, mas uma coisa não me sai da cabeça. Se Zico (56 anos) e  Romário (completará 44 em janeiro), marcaram respectivamente três e dois gols para o Flamengo, enquanto  Alcindo, Falcão, Djalminha, Felipe Adão e Bruno Moraes para os Amigos do Zico, não é de se estranhar que Adriano, um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro, e Vagner Love, que se transformou no sonho de consumo do Flamengo, não tenham conseguido nenhum?

Sinceramente, não encontro explicação. Afinal, mesmo curtindo badaladas férias, Adriano e Vagner Love eram para sobrar na turma e não foi o que se viu. Ao contrário: foram engolidos, aliás, parados pelos veteranos jogadores. 

Por favor, ajudem-me a decifrar este enigma...

Amigos, são 17h30m e acabo de receber uma explicação que certamente me leva a decifrar o enigma: "Fácil, caro Maria. O Tostão diz que um jogador é feito de técnica, habilidade e preparo físico. O Adriano e o Love podem bater o Zico somente no último item. E olhe lá. José Carlos" . 

EM TEMPO: Meu espanto é em razão de Adriano ter sido fundamental na conquista do Brasilero. Sem ele e Pet, não sei não. Dizer que era apenas uma brincadeira não aceito. De repente, coisas do futebol, aí pode ser. Até porque o time do Fla começou perdendo e precisava de gols. 

Por Maria às 15h48

Novo vôo de Gabriel O Pensador é notícia também na Europa

                                                                                                                        A BOLA

 Para o brasileiro pode não ser novidade, mas os portugueses descobriram e o jornal A Bola publicou hoje através do noticiário internacional grande matéria com Gabriel Pensador. Interessante,  vale conferir. Para entrar no site basta acessar: www.abola.pt

"Gabriel o Pensador é agora empresário de futebol"
Por Jorge Santos Carvalho , de A Bola

O "Rapper" brasileiro dá primeiros passos como empresário de futebol e fala a A BOLA das ligações a Portugal.

Gabriel Contino, Gabriel o Pensador para o mundo da música. Gabriel o rapper, o chefe de família, pai de Tom e Davi, um apaixonado pelo surf, o escritor, o homem profundamente preocupado com causas sociais, e, agora, senhoras e senhores, Gabriel o empresário de futebol!

A nova faceta deste carioca, geração de 74, começou a ganhar forma durante uma viagem entre o Brasil e Portugal.
Tudo começou numa conversa informal com Jorge Machado, empresário brasileiro que já esteve mais vocacionado para o mercado português - tem em carteira o colombiano Renteria, emprestado pelo FC Porto ao Atlético Mineiro -, durante uma ligação aérea entre o Rio de Janeiro e Lisboa.

Sem saber muito bem como ajudar o filho de uma empregada da família que pretendia tentar a sorte no Flamengo, gente humilde do interior do Brasil, cheia de sonhos mas com os bolsos vazios, sem dinheiro sequer para pagar a deslocação para a cidade maravilhosa, Gabriel pediu alguns conselhos ao empresário. Interessou-se de imediato pela dinâmica do Mundo empresarial ligado ao futebol: "Foi tudo improvisado. Paguei as passagens do garoto para o Rio de Janeiro, alojei-o em minha casa e levei-o ao Flamengo para realizar testes. Passou nos quatro primeiros, no quinto chumbou. Senti que ali havia talento e, depois de alguns contactos, consegui que fosse treinar à experiência no Grémio. Felizmente conseguiu ficar"- recorda o músico, 35 anos, cujo entusiasmo cresceu como uma bola de neve.

 - Alguns dias depois, reuni-me com o Jorge Machado e propus-lhe que organizássemos uma peneira [captação de jovens talentos] no Rio. Alguns telefonemas depois, consegui reunir perto de 100 garotos, de todas as classes sociais, filhos de famílias mais endinheiradas, outros das favelas, para que não houvesse discriminação. E como era necessário quem supervisionasse, peguei na agenda e convoquei alguns professores de futebol da rocinha. A notícia do meu envolvimento rapidamente começou a andar de boca em boca - conta.

Figura pública, o rapper rapidamente se deu conta que este mesmo estatuto poderia facilitar a entrada num mundo desconhecido, onde a rivalidade e a ganância por vezes não têm limites.

Directa ou indirectamente, no seu círculo mais próximo de amigos existia uma extensa rede de pessoas ligadas ao ramo, entre treinadores, empresários, olheiros e jogadores, do Flamengo, claro está, ou não fosse o mengão o seu clube de infância.

O telefone não demorou muito até começar a tocar. Ainda a dar os primeiros passos no meio, Gabriel reconhece que o coração fala mais alto. E espera continuar a ouvi-lo. «Muitos miúdos que não têm empresário entraram em contacto comigo. Estou a começar com os mais novos, sobretudo os mais desfavorecidos. Pago-lhes as passagens aéreas, acolho-os, faço o que está ao meu alcance para ajudar. Pouco me importa o risco de viajarem, irem treinar a um clube do Rio e 10 minutos depois estar tudo acabado. Nem tudo é negócio. Há coisas mais importantes do que o dinheiro.

Leia toda a reportagem na edição impressa de A BOLA 07:00 - 28-12-2009

 

Por Maria às 12h53

27/12/2009

Jogo das Estrelas revive a arte do futebol brasileiro

                                                 

 Zinho, Adriano e Zico na grande festa da bola (EFE)                                          

 

Que festa bonita a que Zico organizou e brindou milhares e milhares de pessoas. Que espetáculo de qualidade. Digo mais: fazia tempo que não via jogadas individuais tão bonitas quanto as mostradas no Maracanã, no Jogo das Estrelas e que terminou empatado em 5 a 5. E não me venham com essa que tudo só aconteceu por se tratar de festa. Claro que o clima era favorável, não se viu pontapés e nem deslealdade.

 

 Mas o que o Galinho exibiu aos 56 anos certamente matou um pouco da saudade daqueles que o viram jogar no auge da forma e serviu para os mais jovens perceberem o que um grande jogador é capaz de fazer com a bola nos pés, surpreendendo os adversários com lances inesperados. Romário foi outra estrela de primeira grandeza.  Seus passes de letra valorizaram a festa. E a dupla acabou premiada. Zico marcou três gols e Romário dois.

 

Vale lembrar que Adriano, atuando pelo Flamengo, e Vagner Love, pela equipe Amigos de Zico, não marcaram nenhum. Sendo que Adriano desperdiçou três chances claríssimas de gol em jogadas de Romário, que o deixou cara a cara com o agora treinador de goleiro Carlos Germano, mas nada acontecia. E olha que o Imperador foi um dos destaques do Campeonato Brasileiro. Cerca de 70 mil pessoas assistiram ao jogo, que proporcionou grande audiência na televisão. Alcindo, Falcão, Djalminha, Felipe Adão e Bruno Moraes marcaram para os Amigos de Zico. A partida teve cunho beneficente e a renda servirá para ajudar as famílias de Zé Carlos (ex-goleiro do Fla), que morreu este ano, e Washington (ex-atacante do Fluminense), que luta contra doença degenerativa.

 

E mais: Zico e Romário fizerem as pazes. Os dois estavam brigados desde 1998, na Copa da França, quando o Baixinho foi cortado e Zico fazia parte da Comissão Técnica.

 

 Flamengo: Gilmar Rinaldi (Marcelo Leite), Jorginho (Renato Gaúcho), Fábio Luciano (Deivid), Fábio Luciano (Wilson  Gottardo), Zinho (Ibson), Andrade (Juan), Adílio (Titã), Junior (Charles Guerreiro), Zico (Jorginho), Adriano (Nunes) e Romário. Amigos de Zico: Carlos Germano (Elinton Andrade), Belacir (Bruno Quadros), Fernando,  Gonçalves (Beto), Rubens Junior, Luizinho (Vagner Love), Edu (Edmundo), Falcão (Bruno Moraes), Djalminha (Cláudio Adão, depois Felipe Adão), Alcindo (Rodrigo Gama), Amoroso (Thiago Coimbra).

Por Maria às 20h16

Imperdível: Zico e Cia., hoje, no Maracanã

                               Foto de Pedro Ponzoni/esporte.uol

Zico mostra a estátua ao neto Felipe, que arregala os olhos

 

 

A imagem de uma linda estátua de Zico dando voleio foi inaugurada sábado no Hall da Fama do Maracanã. Mas, às 17 horas, em pleno gramado do belo estádio e a poucos metros dali , a imagem deixará de ser estática e ganhará movimentos. Afinal, mais uma vez o Galinho comandará o tradicional Jogo das Estrelas, festa beneficente e que contará com a presença de Romário, Júnior, Bebeto, Andrade, Adriano, Renato Gaúcho, Adílio, Zinho e  Djalminha, entre outros craques convidados.

 

Vale assistir, principalmente, aqueles que não tiveram a oportunidade de ver Zico ao vivo, por fazerem parte de geração bem mais jovem. Se aos 56 anos, o Galinho  não poderá mostrar o vigor dos anos 80, não tenho dúvidas de que talento será exibido pelo maior ídolo da história do Flamengo.

 

Por Maria às 10h16

Sobre o autor

Antonio Maria Filho é jornalista esportivo desde 1970 e cobriu as últimas 9 Copas do Mundo. Esteve a serviço em duas Olimpíadas e dois Mundiais sub-20. Também marcante em sua carreira foi seguir todos os passos do Flamengo na conquista do Mundial Interclubes, em 1981, no Japão, na final contra o Liverpool.

Sobre o blog

Baseado no Rio de Janeiro, o Blog do Maria dirige o olhar treinado do experiente jornalista para o futebol atual e traz bastidores do mundo esportivo acumulados ao longo de quatro décadas de carreira.