Blog do Maria

10/07/2010

Espanhóis e holandeses fazem o jogo de suas vidas

A Copa do Mundo terminou há quase 10 dias para os brasileiros. Mas a grande final reunirá neste domingo Espanha e Holanda, que nunca sentiram o gostinho do título mundial.

Os 22 jogadores entrarão em campo para disputar o jogo de suas vidas porque os vencedores escreverão seus nomes na história do futebol de seu país, coisa que nesses 80 anos de Copas do Mundo grandes craques não conseguiram. Pelos holandeses podemos citar Cruyff, Resembrinck, Repp e Neskeens, e pelos espanhóis Di Stefáno, Gento e Butragueño entre tantos outros.

Portanto, gente, será um jogão.

Por Maria às 19h25

Quinto nas eliminatórias, Uruguai é o 4º do Mundo

A Alemanha venceu o Uruguai por 3 a 2 e ficou com o terceiro lugar.

Mas, levando-se em conta que o Uruguai precisou da repescagem para disputar o Mundial, o quarto lugar foi uma vitória, não podemos esquecer que os uruguaios deixaram para trás Brasil, Argentina, Chile, Paraguai, Estados Unidos e México, que disputam as vagas das Américas.

E não ficou por aí: só através do retrovisor conseguem enxergar as poderosas seleções de Itália, França, Inglaterra, Portugal e muito mais.

Não tenho a menor dúvida que a delegação uruguaia será recebida festivamente em Montevidéu.

Em relação ao jogo, a Alemanha foi um pouquinho melhor .Mas não seria nada demais se o Uruguai vencesse e terminasse em terceiro. 

O primeiro gol dos alemães foi marcado por Müller, que não perdoou a falha uma falha do goleiro Muslera. Cavani empatou ainda no primeiro tempo. No segundo tempo, o Uruguai virou o resultado através de Forlán, por sinal, um golaço. Mas Jansen empatou em outra falha do goleiro e a poucos minutos do final Khedira garantiu a vitória alemã. 

O Uruguai quase empatou nos acréscimos: Forlan acertou o travessão de Butt em cobrança de falta.

 

Por Maria às 18h32

Palestra Itália vive o seu "renascimento"

   

O Palestra, em 1921, ainda nos seus primeiros passos; e agora tradicional mas dando sinais de cansaço

 

Depois da "cirurgia plástica", o velho Palestra se transformará na bela e funcional Arena Palestra Itália  

O Palmeiras viverá um momento histórico na póxima terça-feira. Neste dia será assinado o contrato para que o velho Palestra Itália seja transformado na moderna Arena Palestra Itália. Um recado para os saudosistas: não fiquem tristes porque o Palestra Itália não morrerá.

Ao contrário: posso dizer que o histórico estádio será  submetido apenas a uma cirurgia plástica, para se transformar num dos mais bonitos, confortáveis e funcionais do planeta. 

Digo isso baseado nas fotos e vídeos que tenho visto através da internet. O associado do clube ganhará, enfim o Verdão se tornará ainda mais forte. A história do Palmeiras permanecerá viva e o Palestra garantirá uma sobrevida de muitos e muitos anos.

Pesquisa sobre momentos marcantes e festivos vividos pelo torcedor palmeirense no Palestra Itália: primeiro jogo: Palestra Itália 5 x 1 Internacional/SP, em 21/04/1917; primeiro clássico: Palestra Itália 3 x 0 Corinthians, em 06/05/1917; primeiro jogo como proprietário: Palestra Itália 7 x 0 Mackenzie, em 16/05/1920; maior goleada: Palestra Itália 11 x 0 Internacional/SP, em 08/08/1920; inauguração oficial: Palestra Itália 6 x 0 Bangu, em 13/08/1933; maior goleada em clássicos: Palestra Itália 8 x 0 Corinthians, 12/11/1933; titulo conquistado sobre grande rival: Palestra Itália 2 x 1 Corinthians, 9/5/1937; maior público pagante: Palmeiras 1 x 0 XV de Piracicaba,  em18/8/1976, 40.283 pagaram ingressos; milésima vitória: Palmeiras 2 x 0 Grêmio, 06/10/2007.

 

 

Por Maria às 13h03

09/07/2010

Acorda Brasil!

Diego Forlán (Uruguai), Asamoah Gyan (Gana), Andrés Iniesta (Espanha), Lionel Messi (Argentina), Özil (Alemanha), Robben (Holanda), Schweinsteiger (Alemanha), Wesley Sneijder (Holanda), David Villa (Espanha) e Xavi (Espanha).

Esses jogadores concorrem ao prêmio Bola de Ouro, a ser entregue ao grande destaque da Copa do Mundo. Há também o prêmio para o destaque entre os jogadores jovens. Disputam: Giovanni dos Santos (México), Müller (Alemanha) e Andre Ayew (Gana). 

Como se vê, nenhum brasileiro faz parte da relação que tem jogadores da Argentina, Uruguai e até Gana, que, assim como o Brasil, não participarão da final.

Acredito qu Neymar, Ganso ou Hernanes certamente entrariam nesta relação.

Que o futebol brasileiro acorde para a realidade e não passe a viver da fama conquistada tempos atrás

 

Por Maria às 12h29

Caso Bruno, um filme de terror

 

Os detalhes relatados pelas pessoas envolvidas neste episódio do desaparecimento de Eliza Samudio me deixam ainda mais estarrecido. Sinceramente, acredito que seja um dos casos mais macabros e cruéis que eu tenha conhecimento.

Não consigo entender o que leva uma pessoa idolatrada e festejada por onde passa, bem sucedida profissional e financeiramente, a agir de maneira tão fria e covarde.

Chego a me questionar: será isso mesmo?

Claro que existem crimes ainda mais hediondos. Porém, este caso específico, em que um dos depoentes afirma que a mão da vítima foi jogada para ferozes cães se alimentarem, está certamente está entre os mais bárbaros. 

Por Maria às 10h49

Perguntar não ofende

 

"O que aconteceria com o roupeiro da seleção espanhola se em vez de Puyol  ele tivesse recebido a rainha Sofia  no vestiário enrolado numa toalha e com sorriso de orelha a orelha"?

 

 

Em tempo: a pergunta questiona apenas a validade de comportamento entre pessoas de diferentes status. Ou melhor:  será que uns podem outros não?

Por Maria às 10h25

08/07/2010

O brilho brasileiro na Copa da África

O futebol mostrado pela seleção brasileira nesta Copa do Mundo foi decepcionante, esteve muito aquém do que todos esperavam e acabou eliminado nas quartas-de-final.

Agora num mundial em que a arbitragem foi desastrosa, não posso deixar de citar o trio brasileiro, formado por Carlos Eugênio Simon, Altermir Hausmann e Roberto Braatz.

O trio brasileiro brilhou e merecia vida mais longa no Mundial, mas só foi escalado em duas partidas: Inglaterra x Estados Unidos e Alemanha x Gana.

Assisti aos dois jogos e eles não cometeram um erro sequer: Simon, Hausmann e Braatz acertaram até aqueles lances difíceis em que a televisão usa o tira-teima para apontá-los. Mereciam permanecer para mostrar como se trabalha.

Alguns absurdos cometidos pela arbitragem na Copa da África do Sul.

Brasil 3 x 1 Costa do Marfim: O mundial também acabou marcado pela forma violenta como os lances foram disputados. A falta sola de Tiotê na canela de Elano, que o tirou da Copa do Mundo, não valeu cartão amarelo, vermelho e, pior, o árbitro francês Stephane Lannoy sequer considerou falta e estava a poucos metros do lance. Tiotê acabou expulso, mas ao cometer outra falta desleal.

Eslovênia 2 x 2 Estados Unidos: Os eslovenos fizeram 2 a 0 pareciam com a partida decidida. Os americanos reagiram chegaram ao empate e teriam vencido se o árbitro Koman Coulibaly, de Mali, não anulasse o gol de Maurice Edu. Outro lance capital.

África do Sul 0 x 3 Uruguai: Os uruguaios fizeram 1 a o, gol do Forlan. O time africano correu atrás do empate, criaram algumas chances, mas aos 35m do segundo tempo, num lance em que havia um atacante uruguaio em completo impedimento, a bola foi centrada, o goleiro Khune cometeu pênalti e foi expulso, Se o impedimento tivesse sido observado, o Uruguai não chegaria ao segundo gol.  A partir daí, com os africanos inteiramente desnorteados, os uruguaios marcaram o terceiro gol, já nos acréscimos: aos 49m.

Argentina 3 x 1 México (oitavas de final): a partida estava equilibrada e as duas equipes conseguiam algumas boas jogadas. Mas, aos 26 do primeiro tempo, Tevez, em impedimento, recebeu a bola e marcou. O Italiano Roberto Rosetti e nem o auxiliar Paolo Calcagno perceberam uma irregularidade tão visível. Os mexicanos se desarvoraram e se tornaram presa fácil.Houve muito mais. E que não sejam cometidos dois jogos que restam. 

Alemanha 4 a 1 Inglaterra (oitavas de final): os alemães venciam por 2 a 1 e, aos 38m do primeiro tempo, o inglês Lampard chutou, a bola bateu no travessão e quicou mais de 30 cm dentro do gol, mas o árbitro uruguaio Jorge Larrionda e o auxiliar Pablo Fandino (uruguaios) não enxergaram. Naquele momento, a Alemanha vencia por apenas 2 a 1 e a Inglaterra empataria. De repente, o resultado poderia ser outro. 

Houve muito mais, como o segundo gol do Brasil contra Costa do Marfim, marcado por Luís Fabiano depois de controlar a bola com o braço.

 

Por Maria às 13h21

07/07/2010

Fla vive sonho e pesadelo na Barra da Tijuca

A presidenta do Flamengo, Patrícia Amorim, almoçou com Ronaldinho Gaúcho e Assis, irmão do craque, numa churrascaria da Barra da Tijuca para oficializar o interesse do clube pela contratação.

Uma negociação difícil, claro. Mas Patrícia mostrou aos dois que o clube montou forte esquema para realizar o alto investimento - muito embora o Milan não esteja disposto a negociá-lo. 

Horas depois, o goleiro Bruno se entregava à Polinter, no Rio, por ser um dos suspeitos pelo desaparecimento de Eliza Samudio, que segundo a polícia de Minas e do Rio, foi realmente assassinada. De lá, o jogador foi levado para depor na Delegacia de Homicídios, também na Barra da Tijuca,

Por Maria às 19h11

Final: Espanha x Holanda. O futebol agradece

A Copa da África do Sul terá uma final simplesmente sensacional: a Espanha derrotou a Alemanha por 1 a 0 e decidirá o título contra a Holanda.

Será o encontro entre as duas melhores seleções que vieram à África e coincidentemente jamais conquistaram um Mundial.

O resultado apertado em favor da Espanha não disse o que foi o jogo. Sua seleção, que contou com a base do Barcelona,  foi bem superior, criou mais chances e curiosamente venceu graças a um córner.  No lance, a defesa alemã se descuidou e Puyol cabeceou sem marcação alguma.

Acho até que os alemães sentiram a falta de Muller (suspenso). Ainda assim, pelo que se viu em Durban, era para os espanhóis vencerem por diferença bem maior.

A grande final será domingo, em Johanesburgo e a disputa do terceiro lugar, entre Uruguai e Alemanha, sábado, acontecerá em Port Elizabeth.

Francamente, pelo que mostrou ao longo da Copa do Mundo, o Brasil não merecia estar nesta final. O futebol apresentado pelos brasileiros foi tecnicamente inferior ao de espanhóis e holandeses.

Até porque na seleção brasileira não havia ninguém que desequilibrasse. E se tecnicamente era inferior, em termos de movimentação, força e determinação, espanhóis e holandeses mostraram muito mais do que o Brasil.

 

Por Maria às 18h13

Seleção de camisa nova

A política de convocar jogadores jovens afim de formar uma equipe competitiva para a Copa de 2014 não será a única mudança na seleção brasileira.

A Nike já desenvolve um novo modelo que deverá ser lançado ainda este ano: a camisa amarela, a do uniforme 1, terá uma faixa horizontal verde na altura do peito; o número nº 2 será num tom azul “petróleo”, bem diferente do tradicional azul "royal".

Mas não fica por aí: os modelos deverão mudar anualmente, em vez de dois em dois anos como acontece agora.

Como o assunto é material esportivo, outro passarinho posou no meu ombro e cochichou o seguinte: a Pênalty, que largou o América de Romário, está de olho no Santos e pretende apresentar irrecusável proposta para vestir a garotada, que atualmente usa Umbro

 

Por Maria às 10h51

06/07/2010

Uruguai perde. Final será européia

Uruguai caiu de pé. Não gosto desta frase, mas é a mais pura verdade.

Os uruguaios chegaram ao Mundial desacreditados, para muitos a Celeste seria mera participante. Mas o time brilhou e poderia perfeitamente estar na final.

E uma coisa ninguém pode negar: as ausências de Lugano, contundido, e Suarez, suspenso, pesaram.

Os holandês foram um pouco melhor, venceram por 3 a 2, mas chegaram aos 2 a 1 beneficiados por um erro da arbitragem - Van Persie estava impedido quando Sneijder chutou. Esse gol tirou do prumo a equipe uruguaia que sofreu o terceiro gol dois minutos depois. Nos acréscimos Maxi Pereira diminuiu.

Mas garanto que o povo uruguaio receberá de braços abertos a seleção, que se mostrou bem mais competitiva que as do Brasil e da Argentina, que decepcionaram nas quartas de final com atuações melancólicas.

A Holanda tem mesmo que comemorar. Não chega a uma final desde 1978, na Argentina, e com esta vitória sobre o Uruguai tentará seu primeiro título mundial.

O adversário dos holandeses sairá do confronto Alemanha x Espanha marcado para esta quarta-feira.

Por Maria às 18h32

Precisamos resgatar a verdadeira paixão do torcedor

 

Loco Abreu é uma prova de que a paixão do torcedor independe da nacionalidade do ídolo

 

A CBF anuncia a necessidade de renovar a seleção brasileira. Buscar gente jovem, talentosa para quem em 2014 o país anfitrião mostre ao mundo a magia do futebol brasileiro.

Importante também é fazer com que os clubes tenham condições de segurar seus principais jogadores para que façam parte da seleção brasileira, como acontecia antigamente, ocasião em que o carinho do torcedor era diferente, bem maior e muito mais verdadeiro.

Vejam como são as coisas. Isso me veio à cabeça ao perceber o coração alvinegro vestido e apaixonado pela “celeste uruguaia” por causa de Loco Abreu

E olha que Loco Abreu disputou apenas 17 jogos pelo Botafogo (Campeonato Estadual, 12; Copa do Brasil, quatro; e um amistoso, tendo marcado 14 gols).

E não me venham dizer que não tenho razão. Perguntem a qualquer torcedor botafoguense sobre o carinho repentino e intenso em relação à seleção uruguaia.

A atual seleção brasileira é formada em sua grande maioria por jogadores que estão no exterior há anos.

Claro que a paixão por ela existe, mas é bem diferente, bem menos intensa caso ela fosse formada pelos ídolos em atividade nos clubes brasileiros.

 

Por Maria às 10h40

05/07/2010

Brasil abre portas para a garotada

Alô Hernanes, Dentinho, Ganso, Caio, Neyrmar e muitos outros. Chegou a vez e a hora de a garotada brasileira mostrar o seu valor

 

A renovação de valores mostrada por algumas seleções que vieram à Copa da África do Sul, como a seleção alemã, por exemplo, certamente impressionou o presidente Ricardo Teixeira.

O substituto de Dunga no comando da seleção brasileira terá que descobrir craques. A política atual da CBF é  de total renovação. Para o dirigente, nada de correrias. O importante será descobrir talentos, forjar uma equipe que possa nesses quatro anos reviver a arte do verdadeiro futebol brasileiro.

Como a Copa de 2014 será no Brasil e a seleção não precisará disputar eliminatórias, a renovação acontecer sem tanta pressão.

Particularmente, acho que tudo tem que acontecer gradativamente. Os bons ficam e os ruins tchau tchau. E à medida que surgirem nomes, aí sim as mudanças começam. Nem sempre as promessas vingam.

De qualquer maneira, vale a nova filosofia.

 

Por Maria às 16h47

Holanda x Uruguai é briga boa?

   x  

 Os laranjas lutam pelo primeiro título Mundial         Os uruguaios sonham em chegar ao trimundial      

Até que se prove o contrário, a Holanda  é a favorita para garantir sua vaga na grande final da Copa do Mundo. Uruguai terá alguma chance nesta terça-feira? Claro que tem.

Ainda mais se levarmos em conta que futebol é uma modalidade em que favoritismo não significa vitória. E não podemos esquecer que a competição está sendo disputada no continente, que é o habitat preferido das zebras.

Para chegar às semifinais do Mundial, a Holanda enfrentou adversários hipoteticamente mais difíceis que o Uruguai. Até porque, eliminou o Brasil nas quartas de final  ao venceram por 2 a 1. Os demais resultados da equipe laranja: 2 x 0 Dinamarca, 1 x 0 Japão e 2 x 1 Camarões. Nas oitavas ganhou da Eslováquia por 2 a 1.

Seus destaques: o goleiro Stekelenburg, o apoiador Sneijder e o atacante Robben.

Os uruguaios jogaram com Gana nas semifinais e venceram por 4 a 2 na decisão por pênaltis. Caso atacante Gian convertesse o pênalti cometido por Suárez no último minuto da prorrogação, os africanos seriam os adversários dos holandeses. Demais resultados uruguaios: primeira fase - 0 x 0 França, 3 x 0 África do Sul e 1 x 0 México, nas oitavas de final ganhou da Coréia do Sul por 2 a 1.

Destaques uruguaios: o atacante Forlan, o goleiro Muslera e o zagueiro Lugano, que torceu o joelho e não tem escalação garantida. Suárez está fora porque foi expulso. Os uruguaios, bicampeões, ganharam pela última vez em 1950. Portanto, há 60 anos. 

 

Por Maria às 14h56

Adriano é recebido em Roma como Imperador

                                                                               (TuttoSport)

Imperador de Roma saúda torcida e o povo romano

Adriano se apresentou ao Roma um dia depois, Mas foi recebido com festa e amanhã começa a treinar. Milhares de torcedores foram ao estádio para festejá-lo.

Ao  jornal italiano Tutto Sport prometeu: "Espero trabalhar duro e bem, espero não decepcionar ninguém. De minha parte, farei o que puder. Sinto-me pronto, motivado para enfrentar este novo desafio”

Que seja assim Adriano, sem recaídas. Com apenas 28 anos, você tem muita coisa pela frente. Só depende de você.

Por Maria às 13h26

Perguntar não ofende

Alguma chance de Adriano se transformar num bom profissional?

Por Maria às 23h16

04/07/2010

Vida que segue

Dunga caiu? Normal.

A seleção foi muito bem nas eliminatórias, mas não decolou na Copa do Mundo.

Que em 2014 possamos brilhar dentro do campo com a seleção e fora dele em termos de organização.

Por Maria às 17h01

Não se ganha Copa sem craques

Concentração é importante, mas não ganha e nem perde jogo.

Numa Copa do Mundo, por exemplo, muito mais importante do que trancar ou liberar os jogadores é o pais estar representado por uma equipe de alta qualidade, equilibrada emocionalmente e bem preparada.

E cá entre nós: pecamos nisso. O Brasil não perdeu porque o time ficou trancado e teve pouco contato com o público. A verdade é que não sobrávamos na turma, como aconteceu nos nossos cinco títulos mundiais.

Meus motivos:

1 – Kaká não mediu esforços para recuperar sua condição, mas não conseguiu;

2 - Robinho fez dois gols, ótimo. Mas não desequilibrou com suas pedaladas. Parecia o reserva do Manchester City.

3 - Luís Fabiano acabou prejudicado pelo fraco rendimento de Kaká e Robinho, porque a bola nunca lhe era passada como deveria.  

4 - Michel Bastos não entrou em campo.

5 – Felipe Melo não precisa ser analisado. O mundo inteiro viu o desequilíbrio mostrado por ele em alguns jogos da Copa.

6 – Gilberto Silva foi eficiente na marcação. Apenas isso.  

7 – Elano, quase sempre criticado pelas convocações, foi um dos destaques da seleção brasileira. Além de lutar pela recuperação da posse de bola, ele criou belas jogadas ofensivas e marcou dois gols. Saiu da Copa vitimado pela violência..

Júlio César, Maicon, Lúcio e Juan, além de Elano, que se contundiu, estiveram à altura de uma seleção brasileira. O que é muito pouco.

Voltando ao assunto de concentração aberta ou fechada. Já presenciei times brilharem o fracassarem em regimes fechados ou abertos.

Particularmente, sou contra isolamento. Acho que o jogador tem que conviver num hotel de funcionamento normal e não exclusivo da seleção desde que ele seja responsável e saiba estabelecer o seu limite.

Na Copa do Mundo de 1974, a primeira que eu trabalhei como repórter, a delegação holandesa formada por grandes craques como Cruyff, Neskeens, Rep, Resembrinck e tantos outros, inovou: os jogadores dividiam os quartos com suas esposas e a Laranja Mecânica era uma máquina.

O Brasil ficou trancado e foi eliminado pela própria Holanda. Mas é bom deixar claro que mesmo em regimes fechados, o Brasil foi o país que conquistou o maior número de copas do mundo. Como em 2002, com Felipão. Portanto, o importante é ter uma equipe de alto nível.

Por Maria às 15h50

Sobre o autor

Antonio Maria Filho é jornalista esportivo desde 1970 e cobriu as últimas 9 Copas do Mundo. Esteve a serviço em duas Olimpíadas e dois Mundiais sub-20. Também marcante em sua carreira foi seguir todos os passos do Flamengo na conquista do Mundial Interclubes, em 1981, no Japão, na final contra o Liverpool.

Sobre o blog

Baseado no Rio de Janeiro, o Blog do Maria dirige o olhar treinado do experiente jornalista para o futebol atual e traz bastidores do mundo esportivo acumulados ao longo de quatro décadas de carreira.