Blog do Maria

07/08/2010

Um tal de Natalino esganou o Galo: 3 x 0

Se o Botafogo atropelou o Atlético Mineiro e chegou aos 3 a 0 (gols de Maicosuel, Somália e Herrera) deve à ousadia de Joel Natalino Santana.

Para vocês terem uma idéia da clarividência e ousadia do treinador, o Botafogo vencia por 2 a 0, mas o Atlético corria atrás do prejuízo e não se dava por vencido.

Mas o que foi que Joel Santana fez? Em vez de reforçar a defesa, como todos os técnicos fazem, ele simplesmente tirou o volante Marcelo Matos e colocou o atacante Caio. Pouco depois, o Botafogo chegou ao terceiro gol, em pênalti cobrado por Herrera.

Mas, Natalino não ficou por aí. Como Herrera parecia cansado, ele o substituiu por outro atacante: Edno. Quatro minutos depois, saiu Maicosuel, que marcara o primeiro gol e dava sinais de desgaste e colocou em campo Loco Abreu.

Em nenhum momento, Natalino pensou em reforçar o sistema defensivo. E deu certo, porque todos os contra-ataques do Botafogo levaram muito perigo para o goleiro Fábio Costa.

Com este resultado, o Botafogo foi dormir na oitava posição e sendo a equipe que marcou mais gols no Brasileiro (23). Já o Atlético Mineiro é a que mais gols sofreu (25) e a que mais perdeu: 9 vezes.

No outro jogo do Brasileirão, o Guarani recebeu o Avaí no Brinco de Ouro e lhe sapecou uma goleada de 4 a 1. Renan, Ricardo Xavier, Mazola  e Fabão, marcaram para o Bugre, enquanto Robinho fez do Avaí.

Em tempo: Sorry pessoal, embora tenha escrito que Robinho marcou para o Avaí, no começo da frase escrevi: o Guarani recebeu o Grêmio Prudente no Brinco...mas o leitor Rafael me alertou 

Por Maria às 21h12

Kaká, Runco e Martens x cartilagem

Se a medicina esportiva do Brasil é respeitada no mundo inteiro, ficarei do lado do Dr. José Luiz Runco neste caso levantado pelo médico Marc Martens, que, depois de operar o joelho de Kaká, declarou que o jogador correu sério risco de encerrar a carreira prematuramente por disputar a Copa do Mundo com problemas na cartilagem da articulação.

Acho difícil que o problema fosse tão grave assim. Na apresentação dos jogadores, Kaká se queixou apenas da musculatura da coxa e, como em nenhum momento reclamou do joelho, não cabia submetê-lo a uma ressonância magnética, a não ser que se tratasse de exame obrigatório para os 23 convocados.

Durante a Copa, Kaká reclamou de um incômodo no joelho, mas garantiu aos médicos que estava em condições de jogar. Nos treinos, movimentava-se como os demais jogadores.

Na minha visão de leigo, quem corre riscos de ficar inutilizado, não consegue camuflar a dor e correr atrás da bola durante 90 minutos.

Acho que as dores de Kaká podem ter aumentado na partida contra Holanda, na qual o Brasil saiu eliminado.

Mas se doesse de forma demasiada, Kaká certamente teria sido operado em seguida à eliminação do Brasil. Não esperaria quase um mês.

Por Maria às 13h51

Inimaginável sete "Estações Praça XV" na Lagoa

                                                                                             (Foto divulgação)

                

                    O projeto é bonito, mas coloca em risco remadores e iatistas

Bonito e de muito bom gosto o projeto para usar a Lagoa Rodrigo de Freitas, localizada na Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro, como válvula de escape para o pesado trânsito em determinados horários, além de encurtar distâncias através de lanchas.

Se bem que o trânsito mais pesado é o que segue em direção ao Túnel Rebouças de manhã e ao entardecer.

Mas, existe o outro lado desta história: as garagens de remo de Botafogo, Flamengo, Vasco, Escola Naval, bem como os clubes de vela Piraquê e Caiçaras, fecharão suas garagens de barcos.

O risco de dividir o espaço com lanchas de transporte de passageiros seria muito grande, uma vez que mais de cem embarcações treinam diariamente nas águas da Lagoa Rodrigo de Freitas.

Pelo desenho do projeto, uma das sete estações de embarque se localizará no pontão de largada das regatas e as rotas percorridas pelas lanchas de passageiros sufocarão os clubes de remo e de iatismo existentes na Lagoa. Há ainda um quiosque flutuante.

Sem competições, o estádio de remo se transformará num elefante branco.

Que no papel é lindo e o projeto atenderá muitos usuários não se discute.

Mas eu sou contra e explico: a Lagoa Rodrigo de Freitas perderá o que ainda lhe resta de encanto, de bucolismo e suas águas, certamente, se tornarão ainda mais poluídas tal a quantidade de dejetos, que nelas serão atirados diariamente por centenas de passageiros.

Não podemos esquecer que o Rio sediará os Jogos de 2016 e, cá pra nós "sete estações da Praça XV" (ponto de embarque entre ligações Rio-Niterói e Rio-Paquetá) na Lagoa Rodrigo de Freitas é demais.

Podem me considerar suspeito para opinar porque fui remador. Mas como remei diariamente durante anos na Lagoa e a conheço bem desde os anos 60, sei exatamente onde a banda toca.

Agora, opinião é opinião.  

 

 

 

Por Maria às 11h46

06/08/2010

Tapete vermelho (e preto) para Fio Maravilha

Em pé: Chiquinho, Rodrigues Neto, Reyes, Onça, Paulo Henrique e Ubirajara, Abaixados: Fio, Zé Eduardo, Samarone, Cabralzinho e Zico

Fio foi ao Flamengo para visitar Zico. E em muito boa hora.

Dono de maravilhoso astral, não tenho dúvidas de que alguma boa acontecerá com a Nação Rubro-negra.  

Tive o privilégio de cobrir o Flamengo na época em que ele jogava e era queridíssimo pela torcida.

Ele era uma grande figura e, claro, continua sendo.  Nada parecia perturbá-lo ou tirava-o do sério.

Anos depois, na Copa de 94, nos Estados Unidos, tornei a encontrá-lo em San Francisco, onde morava.

Naquela ocasião, Fio era dono de uma delivery e o que mais fazia era entregar pizzas. E vivia muito bem.

Fio não era craque, tanto que não chegou à seleção brasileira. Mas tinha muitas qualidades e era um atacante de jogadas mortais e imprevisíveis.

Em final de carreira, foi parar no São Cristovão. Sabem o que aconteceu? No dia em que ele entrou no Maracanã para enfrentar o Flamengo, foi recebido delirantemente pela torcida.

Entusiasmado, acabou com o jogo. Se não me engano, o São Cristovão venceu de virada por 3 a 2 e ele marcou dois gols.

 

Por Maria às 19h12

Neymar será o próximo?

Robinho voltou para o Manchester City, André já é do Dínamo de Kiev (Ucrânia); Hernanes vai para o Lazio, Alan (Flu) para o Salzburg (Áustria).

Cabe uma pergunta: quem será o próximo? Sei não, no dia seguinte à conquista da Copa do Brasil, a transferência de Neymar para o Chelsea, da Inglaterra, passou a ser discutida abertamente.

E mais: o Lyon, da França, continua interessado em contratar Ganso, mas esbarra na multa rescisória do apoiador estipulada em 50 milhões de euros. E o Santos, com toda razão, não abre mão disso.

A impressão é que difícil será impedir a saída de Neymar, cuja multa é 35 milhões de euros, e o Chelsea parece disposto a pagar.

Ao que parece, os ingleses querem porque querem Neymar. A estrela santista, que  até bem pouco tempo vivia com pequena ajuda de custo do Santos, agora fatura agora R$ 400 mil de salário, o que é bem inferior ao que receberia na Inglaterra.

O pai de Neymar disse que sua preocupação é ver o filho num Santos enfraquecido. Chegou a afirmar: "Não adianta ficar com Neymar e vender os outros".

Vamos ver como terminará tudo isso.

 

  

Por Maria às 13h35

Inter se classificou, São Paulo ganhou e que futebol...

Há muito tempo não assistia a um jogo tão emocionante. Não sou colorado e nem são-paulino, mas vibrei e sofri intensamente como os torcedores dos dois times.

O São Paulo venceu por 2 a 1, mas como perdera por 1 a 0, no Beira-Rio, o Internacional garantiu sua classificação para a final das Libertadores e conquistou uma vaga no mundial Interclubes já que marcou um gol no Morumbi.

Se o Internacional foi valente, até porque terminou a partida com 10 jogadores e a pressão são-paulina foi imensa, o São Paulo brilhou pela forma aplicada, técnica e acima de tudo guerreira.

Claro que a torcida colorada está em festa e com toda razão. Mas a paulista, apesar de toda tristeza, comportou-se de forma exemplar, incentivando e aplaudindo o São Paulo ao longo dos 90 minutos .

Os gols foram marcados por Alex Silva, no primeiro tempo; Alecsandro e Ricardo Oliveira.

Que as equipes que disputam o Campeonato Brasileiro se inspirem no que Internacional e São Paulo mostraram nesta semifinal da Libertadores.    

 

Por Maria às 00h37

05/08/2010

Kaká dará uma pausa

 

A cicatrização da cartilagem torna a recuperação mais demorada 

 

 

Que Kaká se recupere da cirurgia no joelho esquerdo e volte a mostrar todo o seu talento. 

O procedimento cirúrgico, conduzido pelo médico Marc Martens, num hospital na Bélgica, foi para restaurar problemas de cartilagem da articulação e a volta de Kaká aos campos pode variar entre três e quatro meses.

Falei com o dr.José Luís Runco, da seleção brasileira, e ele me explicou que o prazo de recuperação para cirurgias de cartilagem depende da extensão do problema.

- Quando se trata de meniscos, o jogador volta a jogar em menos de um mês, mas tratando-se de cartilagem o prazo é de três a quatro meses sim. Tudo vai depender da extensão do problema.

Sobre Kaká, ele informou que todos os problemas sofridos ultimamente pelo craque certamente influíram para a lesão na cartilagem.

- Os problemas causam estas disfunções no corpo de um atleta, que, ao se defender instintivamente de um incômodo, sobrecarrega outra parte do corpo. Kaká conviveu com pubalgia por algum tempo, e superou. Mas se ficou bom dos problemas de cima, precisa agora se livrar deste debaixo. Essas coisas acontecem mesmo.

Runco disse que Kaká chegou a se queixar de pequeno incômodo na articulação durante a Copa da África, mas nada que o impedisse de atuar.

 

Por Maria às 12h44

Santos festeja título no adeus de Robinho e André

A verdade é que o Santos conquistou a Copa do Brasil aos 44 minutos do primeiro tempo quando Edu Dracena fez 1 a 0.  A partir daí, o Vitória, que perdera  por 2 a 0, na Vila Belmiro, precisaria marcar quatro gols em apenas 45 minutos e não sofrer nenhum.

Claro, não deu. A equipe baiana correu atrás do resultado, venceu por 2 a 1, mas quem festejou no Barradão foi o time e a torcida do Santos. Wallace e Júnior marcaram os gols do Vitória.

Ao conquistar a Copa do Brasil pela primeira vez, o Santos garantiu sua participação na Libertadores.

A festa da torcida no Barradão foi animada, mas seria ainda mais se a conquista da Copa do Brasil não ficasse também marcada pelas despedidas de André, contratado pelo Dínamo de Kiev, e de Robinho, que voltará para o Manchester City.

 

Por Maria às 00h15

04/08/2010

Dois "perguntar não ofende"

 - "Em vez de empurrar com a barriga, por que a CBF não acaba logo com esta novela"?

Em abril, o departamento jurídico da CBF reconheceu o São Paulo como legítimo dono da Taça das Bolinhas, em razão de ter sido o primeiro clube a conquistar o pentacampeonato brasileiro (1977, 1986, 1991, 2006 e 2007, também venceu em 2008).

De acordo com a entidade, como o Sport Club Recife foi campeão em 1987, o penta do Flamengo, que conquistara os títulos de 1980, 1982, 1983 e 1992, só aconteceu no ano passado. Ou seja: bem depois do São Paulo.

Agora, há na CBF quem insinue que o troféu foi derretido, conforme publicou meu irmãozinho Ancelmo Gois, muito embora a Caixa Econômica garanta exatamente o contrário.

"Será que o campeão da Copa de 2014 terá problemas para receber a taça?   

Por Maria às 13h07

Twitcam... não pooooode!!!!!

O episódio em que Mádson, Zé Eduardo, Felipe, Zezinho e Alan Patrick participaram de um bate-papo com torcedores na internet, através do Twitcam, deixou algumas pessoas estarrecidas. Os garotos erraram? Claro que sim.

Mas se comparamos o que eles fizeram com o que acontece na própria internet, não cometeram nenhum pecado mortal. Até porque não passava de uma troca de provocações.

O fato de um deles ter dito para um torcedor que o que gasta com o cachorro de estimação é mais do que seu interlocutor ganha por mês não passa de uma brincadeira de mau gosto - até porque o autor da frase está longe de faturar como o Robinho, por exemplo. 

Além do mais, se um cidadão comum, um ilustre desconhecido, agir desta forma na  internet não acontecerá absolutamente nada, porque o nível desses papos é exatamente esse ou bem pior.

O que eu me vejo no direito de cobrar, até por considerar bem mais sério, é a ausência de alguém no clube para orientar a garotada. Mostrar aos jovens jogadores que é imenso os perigos que eles correm no dia a dia, como no trânsito, num shopping, num restaurante e na própria internet. Quem está chegando ao estrelato não tem a dimensão do que representam.  

Que alguém faça a cabeça deles para não aceitarem provocações de quem quer que seja. Uma simples careta já será suficiente para que um paparazzo publicar uma foto ilustrando um "grande escândalo".

Como esse assunto ainda estava rendendo, resolvi opinar para ver se morre logo esta história.

 

 

 

 

Por Maria às 11h31

03/08/2010

Santos enfrenta Vitória e o Barradão

A decisão da Copa do Brasil, uma das competições mais importantes da temporada, será disputada quarta-feira, no Barradão, cujo campo está em péssimas condições por causa das chuvas.

O que significa isso: o Santos enfrentará o Vitória impossibilitado de exibir a arte do seu futebol. Vejam bem: estamos falando da decisão de um título.

A cada dia que passa esses problemas se tornam mais comuns e pouca gente se dá conta disso. Antigamente, um antigamente que não chega há 10 anos, o sistema de drenagem dos estádios funcionava perfeitamente.

Quando desabava um temporal, o árbitro interrompia o jogo e aguardava cerca de meia hora. Se a chuva parasse ou diminuísse de intensidade, dificilmente a partida seria adiada.

Agora, nem sempre isso acontece. Alguns campos são tão ruins e maltratados que para deixá-los em perfeitas condições de uso, haveria necessidade de restaurá-los inteiramente, coisa que levaria dias de intenso trabalho.

Pior: para esta quarta-feira, o serviço de metereologia prevê possibilidade de chuva o dia inteiro na bela e hospitaleira Salvador.

Espero que os ventos empurrem as nuvens para longe e a previsão esteja errada.

Por Maria às 17h23

E agora, gente?

O Estatuto do Torcedor tem um ítem que praticamente o aniquila. Ou melhor: deixa de existir para o torcedor comum. Como não faz parte de qualquer torcida organizada, ele ficará livre de comparecer à delegacia policial duas horas antes de o jogo começar e só sair de lá duas horas depois do apito final, durante o período de um ano como determina o Estatuto.

Sendo assim, os torcedores brigões ou aqueles que soltam rojões nos estádios simplesmente deixarão de fazer parte do quadro das organizadas e continuarão agitando e criando confusão. 

De certa forma, o juiz Marcello Rubioli, do Juizado Especial Criminal (Jecrim), vê desta maneira ao analisar com equilíbrio a situação. Numa entrevista concedida ao Globo, ele declarou: “Houve uma melhora por um lado, mas um retrocesso por outro. Existem torcedores que frequentam as torcidas organizadas, mas não estão vinculados a elas. Eles não podem receber estas punições”.

   

Por Maria às 16h42

02/08/2010

O Estatuto do Torcedor terá vida longa?

O novo Estatuto do Torcedor estreou nesta rodada em grande estilo. Claro que não se moraliza da noite para o dia. Mas, gostei do que vi em vários estádios do Brasil: policiais empenhados em coibir a ação de baderneiros dentro e fora dos estádios.

Quem é do mal precisa saber que será punido severamente se colocar em risco a integridade física de quem vai aos estádios para incentivar o time do seu coração. 

O processo de educação do torcedor será demorado porque os problemas acontecem há muitos anos.

O importante é que o Estatuto não seja deixado de lado e os torcedores não o levem a sério.

 

Por Maria às 10h50

01/08/2010

Flamengo não sabe mais fazer gol

Se o Flamengo não contratar alguém que saiba fazer gol, não sei não. Aliás, sei sim: a culpa de maus resultados será atribuída ao técnico Rogério Lourenço e a torcida pegará no pé do treinador, que ficará na corda bamba prestes a cair. E a equipe continuará incompetente para fazer gol, como aconteceu neste Fla 0 x 0 Vasco.

Agora, gente... vamos e venhamos, quem desperdiça três chances num único lance como aconteceu aos 41m do segundo tempo não merece ganhar. Claro que Fernando Prass tem que ser elogiado pelas espetaculares defesas, mas quem tem cacoete de goleador aproveitaria qualquer uma das chances desperdiçadas por Vinícius Pacheco, Cristian Borja e Juan. O empate foi pior para o Vasco, que permanece nas imediações da zona de rebaixamento.

 

Cadê o Galo de briga?

Não sei o que está acontecendo com o Galo, não em razão desta derrota de 1 a 0 para o Cruzeiro, um resultado normal em se tratando de um clássico. Até porque o gol de Wellington Paulista foi uma pintura, um chute raro, espetacular.

O que me deixa pasmo, aturdido, é a campanha do Galo. Em 12 jogos, perdeu oito vezes: 4 a 0 para o Grêmio Prudente; 4 a 3 para o Vitória; 2 a 1 para o Grêmio; 3 a 1 para o Fluminense; 1 a 0 para o Corinthians; 1 a 0 para Ceará, e agora de 1 a 0 para o Cruzeiro.

Resultado disso tudo é a penúltima colocação, com apenas 10 pontos, metade dos pontos conquistados pelo Ceará, que é o quarto colocado, e 16 a menos que o líder Fluminense.

 

Selesantos descansou

A Selesantos não entrou em campo porque os titulares foram poupados para a decisão da Copa do Brasil, contra o Vitória, na próxima quarta-feira no Barradão. Ainda assim a garotada escalada por Dorival Júnior mostrou-se melhor que o Grêmio Prudente.

Mas a partida poderia terminar empatada: o Grêmio Prudente perdeu dois pênaltis nos minutos finais.

 

Por Maria às 21h57

Botafogo x Vitória. Apenas três minutos de emoção

Quem se atrasou e chegou tarde ao Barradão não perdeu nada. Futebol mesmo só se viu a partir do 35º minuto do segundo tempo, quando Jobson centrou para Edno, que chutou sem defesa para Viáfara. No minuto seguinte, Renato penetrou em velocidade, cruzou na cabeça de Júnior, que empatou. A torcida do Vitória ainda comemorava o gol, quando Jobson colocou o Botafogo em vantagem. E, três gols em três minutos é coisa rara.

Só que teve mais: no último lance do jogo, aos 48m, Jobson marcou o terceiro gol e a partida foi encerrada,

Com a vitória, o Botafogo que não vencia há oito partidas, finalmente comemorou a conquista dos três pontos, que o tiraram da zona de rebaixamento.

Mas acreditem: futebol mesmo só se viu a partir do 35º minuto do segundo tempo.

Uma constatação: é péssimo o estado do campo do Barradão, local da grande final da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira. O Santos, que tem uma equipe leve e altamente técnica sentirá bem mais. Porém como venceu o primeiro jogo por 2 a 0, entra em campo com vantagem considerável.

Timão empata com Verdão e Flu agradece

Corinthians 1 x 1 Palmeiras  será motivo de discussão até o fim do Campeonato Brasileiro: Jorge Henrique estava impedido ao marcar o gol do Timão; o Palmeiras teve três gols anulados.

Bem ou mal anulados pouco importa. A polëmica está aí para gerar muitos debates e discussões.

O pessoal do Fluminense não está nem aí. Com o empate no Pacaembu, o tricolor carioca, que  vencera o Atlético-PR por 3 a 1, termina a 12ª rodada na liderança do Campeonato Brasileiro.

O Avaí corre por fora e vem chegando: goleou o Goiás por 4 a 1 e está coladinho ao G4. Não custa lembrar que a equipe catarinense venceu o São Paulo por 2 a 1 e o São Paulo por 4 a 2.   

Quem foi ao Beira-Rio não viu gol. O Grenal terminou em 0 a 0, um resultado ruim para o Grêmio, que está na parte debaixo da tabela e interessante para o Internacional, que ganhou uma posição e é o terceiro  colocado.   

 

 

 

 

Por Maria às 19h03

Vamos aplaudir. Ela é Bárbara

                                         CBAt (divulgação)

Bárbara, vencedora dos 100m rasos do Campeonato Brasileiro, sábado, é a jovem cuja emoção fez o presidente Lula chorar em Copenhague, ano passado, quando o Rio foi anunciado sede dos Jogos de 2016

 

Bárbara Leôncio merece nossa homenagem pela bela vitória nos 100m rasos, prova válida pelo Campeonato Brasileiro sub 23 Caixa, que está sendo disputado no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), em São Paulo.

Com apenas 18 anos, Bárbara é um dos grandes talentos do atletismo brasileiro.

Bárbara é a menina que no ano passado, em Copenhague, levou o presidente Lula às lágrimas na festa em que a cidade do Rio de Janeiro foi anunciada como sede dos Jogos Olímpicos de 2016. A emoção do presidente se deu ao vê-la chorar quando o COI abriu o envelope e oficializou a vitória brasileira.

A jovem atleta, que mora em Curicica, modesto subúrbio na zona oeste do Rio de Janeiro, fazia parte da comitiva.

Quando tinha apenas 15 anos, Bárbara conquistou medalha de ouro nos 200m rasos, na etapa do Campeonato Mundial de Atletismo, disputada em Ostrava, na República Tcheca.

 

Por Maria às 11h14

Sobre o autor

Antonio Maria Filho é jornalista esportivo desde 1970 e cobriu as últimas 9 Copas do Mundo. Esteve a serviço em duas Olimpíadas e dois Mundiais sub-20. Também marcante em sua carreira foi seguir todos os passos do Flamengo na conquista do Mundial Interclubes, em 1981, no Japão, na final contra o Liverpool.

Sobre o blog

Baseado no Rio de Janeiro, o Blog do Maria dirige o olhar treinado do experiente jornalista para o futebol atual e traz bastidores do mundo esportivo acumulados ao longo de quatro décadas de carreira.