Blog do Maria

02/10/2010

Nem parecia um Fla x Botafogo

Nas cadeiras do Engenhão, parte da torcida do Flamengo exibiu faixas homenageando Zico, o eterno ídolo rubro-negro, que saiu brigado com a atual diretoria.

Mas a crise rubro-negra pareceu não intimidar o time do Flamengo, que poderia ter vencido o Botafogo pelo que apresentou no primeiro tempo.

Na etapa final, os dois times não mostraram praticamente nada e o empate em 1 a 1 mostrou o que foi o jogo no Engenhão.

Mesmo dominado no primeiro tempo, coube ao Botafogo sair na frente através de Lúcio Flávio, em cobrança de falta. O empate aconteceu na etapa final, através de Léo Moura, que aproveitou o rebote de Jefferson ao defender parcialmente o pênalti cobrado por Petkovic.

Uma constatação: os dois times estão jogando muito mal e não é de hoje. A continuar assim, o Botafogo pode despertar do sonho de chegar entre os três primeiros – nem vou falar em título. E o Flamengo corre sério risco de ser rebaixado.

Acho que o pênalti de Alessandro em Ronaldo Angelim não existiu: o árbitro Ricardo Fonseca foi rigoroso ao marcar falta do lateral alvinegro que ainda foi expulso.

Para sorte alvinegra, Renato Abreu foi expulso pouco depois.

Se o resultado foi ruim para o Botafogo foi pior ainda para o Flamengo, que continua encostado na zona de rebaixamento.

Já o Cruzeiro desperdiçou excelente oportunidade de terminar a rodada em segundo, à frente do Corinthians. Para isso, bastaria ter vencido o Atlético-PR em Sete Lagoas, mas o resultado foi um insosso 0 a 0 para a frustração da torcida mineira.

Por Maria às 21h17

Flu e Timão foram castigados

Fluminense vencia o Grêmio Prudente por 1 a 0, gol de Rodriguinho, no Prudentão, e o Corinthians perdia para o Ceará por 2 a 0 em pleno Pacaembu, gols de Marcelo Nicácio e Magno Alves.

Se os jogos terminassem assim, a vantagem do Fluminense sobre o Corinthians passaria de três para seis pontos.

Mas não foi o que aconteceu: Willian empatou para o Prudente, Paulinho e Defederico colocaram tudo igual com o Ceará. E a diferença entre os dois líderes permaneceu em três pontos.

Claro que vocês devem pensar: “Então, o único castigado foi Fluminense, que cedeu o empate para o lanterna e o Timão, em desvantagem de dois gols, não perdeu”.

Aí, eu respondo: “O Coringão tinha a obrigação de vencer o Ceará, que é o 13º colocado e o jogo foi no Pacaembu. Se vencesse, ficaria apenas um ponto atrás do Fluminense e como não foi o que aconteceu a diferença se manteve. Foi ou não foi um castigo?

No Barradão, Maylson, Diego e Edilson levaram o Grêmio de Renato Gaúcho a golear o Vitória por 3 a 0 e a se igualar em número de pontos com o Santos (39), que empatou em 1 a 1 com o Palmeiras, na Vila Belmiro.  Kleber marcou primeiro e Alan Patrick empatou.   

 

Por Maria às 18h41

Zico, operação rescaldo

Claro que o dirigente Zico está distante do craque Zico, que marcou uma época de ouro do futebol rubro-negro e se transformou no maior ídolo da história do clube.

Mas não poderia ser diferente, até porque não teve tempo e sequer autonomia para agir dentro do próprio Flamengo. Seu projeto previa resultados a médio e longo prazos e, num clube tão endividado, não poderia ser diferente.

Não é fácil ser dirigente de clube de futebol aqui no Brasil. Vamos analisar o Flamengo, clube que Zico assumiu a função de diretor executivo:

1 – a dívida rubro-negra anunciada por Márcio Braga ao passar o bastão da presidência para Patrícia Amorim superava os R$ 300 milhões.

2 - não havia sequer cotas de televisão a serem pagas, pois várias delas foram adiantadas para pagamentos de dívidas imediatas.

3 – ao assumir o cargo, o futebol vivia grave crise dentro e fora do campo: maus resultados e problemas policiais envolvendo o goleiro Bruno – antes Vagner Love e Adriano também se viram obrigados a depor em delegacias policiais.

4 – sempre no vermelho, os reforços conseguidos não estavam à altura das necessidades rubro-negras.

5 – diretor executivo existe para decidir, comandar e resolver. Num clube de futebol, o diretor executivo precisa ouvir do goleiro ao ponta esquerda. E numa empresa movida à paixão isso é impossível.

Com tudo isso, Zico parecia disposto a ajudar o Flamengo a superar a crise. Porém, quando surgiram denúncias sobre irregularidades em seu trabalho e que envolviam seus filhos, que dirigiam o CFZ, por sinal um clube com estrutura bem mais profissional que o próprio Flamengo, percebeu que era hora de pegar o boné e voltar para casa a fim de curtir os netinhos rubro-negros. 

Ao se despedir dos jogadores Zico foi duro com os atuais dirigentes e nem Patrícia Amorim foi poupada.    

Por Maria às 10h53

São Januário abençoou o Vasco

Sensacional a virada do Vasco em cima do Goiás. A vitória por 3 a 2 que o coloca em 10º lugar, com 36 pontos, foi um passo importantíssimo para garantir de vez sua permanência na Série A – segundo os matemáticos com 45 pts ninguém cairá. Portanto, faltam apenas três vitórias em 12 jogos - e o direito de sonhar com algo mais.

A partida em São Januário foi emocionante. O Goiás saiu na frente, gol de Felipe, Éder Luís empatou, mas Jones colocou a equipe goiana novamente em vantagem.

No segundo tempo,  Max empatou aos 18 e Zé Roberto, com belo gol, garantiu mais três pontos para o Vasco.

PC Gusmão se emocionou após a partida e nas entrevistas deixou claro sua admiração pelo espírito guerreiro de sua equipe.

Amanhã, ele e seus comandados cumprirão o dever cívico com a consciência tranqüila. E que seus candidatos, se eleitos, sejam tão eficientes quanto o Vasco se mostrou em São Januário.

 

Por Maria às 10h15

01/10/2010

Uma história de amor ao Flamengo

  

     

  

Zico chegou menino ao Flamengo e construiu uma linda história de amor ao clube e de muitos títulos

Pelas explicações da presidenta Patrícia Amorim, na entrevista coletiva realizada na Gávea, pouco ficou esclarecido.

Ao mesmo tempo em que Patricia Amorim lamentou a saída de Zico e disse que o quer de volta ao clube, ela evitou qualquer crítica ao presidente do Conselho Fiscal, Leonardo Ribeiro.

 

 

Por Maria às 21h02

EM TEMPO: sobre ZICO

Um post que escrevi no final de maio, quando Zico foi convidado por Patrícia Amorim para assumir o futebol do Flamengo.

"Zico dirigirá o futebol do Flamengo"

"Quando assumiu a presidência do Flamengo, Patrícia Amorim disse que não descansaria enquanto não trouxesse Zico de volta para diirigir  o futebol rubro-negro.

O acerto aconteceu há poucos minutos. De acordo com o que ficou acertado, o maior ídolo da história do Flamengo permanecerá à frente do futebol até o fim do mandato de Patrícia Amorim como um executivo com plenos poderes...

O que eu acho?  Considero uma contratação excelente para o clube, mas um  risco para ele..."

Por Maria às 11h16

Patrícia Amorim precisa abrir o jogo

Zico largou o “atual Flamengo” (como ele mesmo classifica)  esta madrugada,  através do seu site e sem falar com ninguém.

Mas o seu descontentamento, sua decepção com o  Flamengo, não é de hoje. Desde que assumiu o cargo de diretor executivo do futebol, a todo instante surgiam nos corredores rubro-negros insinuações contra ele.

Isso o deixava passado, mas Zico continuava o seu trabalho, buscando procurar o que fosse melhor para o clube.

Até uma viagem que fez aos Estados Unidos pouco depois de assumir o cargo de executivo do clube, foi motivo de críticas maldosas. Mas Zico fingia não escutar.

Quando Conselho Fiscal, presidido por Leonardo Ribeiro, o “capitão” Léo, ex-chefe de torcida, levantou dúvidas sobre algumas contratações e surgiram no clube versões de que os filhos do Galinho, que dirigiam o CFZ, tinham interesses diretos em algumas delas, Zico tentou, mas não conseguiu digerir.

Edu, irmão de Zico, disse que conversou com ele no início da noite, achou o irmão muito abatido, mas que o Galinho não comentara nada sobre o seu desejo de sair do Flamengo.

- Ontem, o abatimento dele era muito grande e era para ele estar muito feliz, porque todos nós comemorávamos o nascimento de Antônio, mais um netinho dele.

Não me surpreenderei se o vice-presidente de futebol do Flamengo, Vinícius França, um dos maiores admiradores de Zico, entregar o cargo.

Cabe agora Patrícia Amorim relatar o que realmente aconteceu para Zico sair do Flamengo, certamente um fato histórico e que marcará sua gestão.

 

Por Maria às 10h36

30/09/2010

Silas x time do Fla, um problema eterno

Da boca pra fora, os problemas entre Silas e jogadores do Flamengo foram zerados. Até porque é o que ambas as partes querem.

Mas não é bem assim. O que aconteceu ficará marcado. Como foi jogador e já esteve do outro lado, Silas sabe disso perfeitamente. E Zico também.

Como os jogadores são unidos, também sentiram o que foi dito pelo treinador, que, de cabeça quente, falou que as vaias da torcida não foram para ele porque não marcara gol contra, referindo-se à infelicidade do zagueiro Jean, que tocou contra as próprias redes.

Silas pode permanecer à frente do futebol até o final do contrato, mas será sempre olhado com indiferente pelos jogadores.

 

Por Maria às 14h23

Espanha exalta liderança do Flu

O diário Marca, editado em Madri, vendido na Espanha e em quase todo o planeta, destacou a vitória do Fluminense sobre o Avaí por 1 a 0, resultado que colocou o tricolor carioca na liderança do Campeonato Brasileiro com três pontos de vantagem sobre o Corinthians.  Os espanhóis destacaram a atuação de Conca, o autor do gol, embora não o tenham colocado na foto.

 

Por Maria às 11h18

Flu abre 3 pontos sobre Corinthians

O Fluminense e sua torcida sofreram no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O Avaí se defendia com competência e buscava o gol. Mas, aos 37m do segundo tempo, o notável Conca marcou, Muricy Ramalho quase teve um troço tal a sua felicidade e a equipe tricolor venceu por 1 a 0, terminando a rodada na liderança com três pontos de vantagem sobre o Corinthians.

No final da partida, Muricy e os jogadores se reuniram no centro do campo e aplaudiram os torcedores, que incentivaram o time os 90 minutos.

Sábado, o Fluminense enfrentará o lanterna Grêmio Prudente, mas o jogo será no Prudentão.

Vitória perfeita porque o Botafogo empatou com o Corinthians em 1 a 1, no Pacaembu..

O Corinthians pressionou muito na etapa final, mas deu sorte em não sair derrotado. No último lance do jogo, Caio desperdiçou excelente oportunidade para marcar o gol da vitória: o atacante tentou encobrir o goleiro Júlio César, mas a bola passou por cima. A seu lado, havia jogadores mais bem colocados para  definir o jogo.

O Corinthians saiu na frente: Bruno César marcou logo aos 2m, mas Loco Abreu empatou aos 26. No segundo tempo, o Herrera marcou o segundo gol, mas equivocadamente Leandro Vuaden anulou por considerar o jogador impedido.

O Grêmio atropelou o São Paulo: 4 a 2. A equipe gaúcha chegou aos 2 a 0, com gols de  André Lima. Rogério Ceni diminuiu em cobrança de pênalti e assim terminou o primeiro tempo. No segundo, Marlos empatou, mas Jonas, cobrando pênalti, e Diego completaram o resultado.

O Atlético Mineiro continua seu martírio: empatou em 0 a 0 com o Ceará, no Castelão.

 

Por Maria às 00h30

29/09/2010

Belluzzo vibra no CTI com vitória do Verdão

Marcos Assunção fez a diferença. Marcou os gols do Palmeiras em duas cobranças de faltas e, embora o Verdão, esteja praticamente fora da disputa pelo título, complicou a vida do Internacional, que, não conseguiu se aproximar de Fluminense e Corinthians.

Resultado mais do que justo, na Arena de Barueiri.  Embora seus gols tenham acontecido em jogadas de bola parada, o Palmeiras foi melhor e em nenhum momento se sentiu ameaçado pelo Internacional.

Agora, sem D´Alessandro e Tinga, o Internacional não foi o mesmo.

E, pelo que se tem visto,a Arena de Barueri faz do Palmeiras um time mais envolvente e decisivo.

Detalhe: terminado o jogo o presidente Luiz Gonzaga Belluzzo, operado do coração na última terça-feira, mandou uma mensagem parabenizando o time do Verdão, dizendo que assistiu ao jogo do CTI do Hospital Sírio Libanês. Pelo menos foi o que o técnico Scolari revelou na coletiva. 

 

 

Por Maria às 22h21

Cruzeiro mostra sua força

Queiram ou não, o Cruzeiro continua na briga mesmo. Ao derrotar o Atlético Goianiense por 3 a 0, em Sete Lagoas, mostrou que é um dos reais pretendentes à conquista do Brasileirão.

A goleada sofrida diante o Santos, por 4 a 1, não abateu o time mineiro, que voltou a mostrar futebol de primeira qualidade.

Cláudio Caçapa e Montillo marcaram no primeiro tempo e a vitória mineira ficou praticamente definida. Na etapa final, Wallyson marcou o terceiro.

A equipe dirigida por Cuca foi competente e mandou no jogo sem problemas.

 

Por Maria às 22h20

Furacão está chegando

O Atlético Paranaense entrou na briga ao derrotar  o Vitória por 1 a 0, na Arena da Baixada. Se terminou a rodada com os mesmos 41 pontos que o Internacional, pode perfeitamente sonhar em terminar no G3 e até com o título.

Não custa lembrar que num determinado momento do Brasileirão, o Furacão parecia apagado e era um dos clubes ameaçados do rebaixamento. Agora, está no pelotão de cima.

O time de Paulo César Carpegiani vem mostrando futebol consistente.

E o Cruzeiro que se cuide na próxima rodada. Será um jogão em Sete Lagoas. 

Por Maria às 22h13

Jornal A Bola, de Portugal, destaca Eder Luis

A nota do jornal português
Éder Luis marca e assiste na vitória do Vasco
Por Redacção

O avançado Éder Luís, que representa o Vasco da Gama por empréstimo do Benfica, apontou o terceiro golo da sua equipa no triunfo (3-1) na recepção ao Santos, em jogo da 26.ª jornada do campeonato brasileiro.

Éder Luís fechou a contagem mas esteve igualmente no lance do primeiro golo, fazendo a assistência para remate indefensável de Fagner.

Por Maria às 12h38

Silas no cadafalso

A situação de Silas no comando técnico do Flamengo está pra lá de complicada. Embora não faça gol contra, como ele mesmo disse após o empate com o Goiás, que saiu na frente com um gol contra do zagueiro Jean, a pressão sobre o seu trabalho é imensa.

Gente influente dentro do clube o quer longe da Gávea.

A presidenta Patrícia Amorim, certamente, já sente na pele a pressão contra Silas.

Um mau resultado diante do Botafogo pode provocar a mudança de treinador. Mas há quem acredite que a queda de Silas possa acontecer antes mesmo do jogo de sábado.

Um complicador para a mudança, segundo dizem, é que Silas trouxe alguns profissionais para a comissão técnica do Flamengo, o que torna a demissão bem mais dispendiosa para o clube.

 

Por Maria às 12h24

Fla se livra da derrota no fim

O Flamengo não perdeu, mas continuou devendo. Empatou com o Goiás em 1 a 1, no Serra Dourada, e o gol marcado por Deivid só aconteceu aos 45 minutos do segundo tempo.

O resultado, no entanto, foi justo. O Goiás não foi melhor e seu gol aconteceu num lance em que o zagueiro Jean tentou cortar o centro de Carlos Alberto e jogou a bola contra as próprias redes, aos 2m do segundo tempo.

Mas, pelo que se viu, o Flamengo continua mal e não soube tirar proveito de Rafael Moura ter sido expulso aos 13 minutos do etapa final. Tanto que o Goiás quase chega aos 2 a 0 num lance em que Douglas desperdiçou excelente oportunidade.

O Flamengo continua colado à zona do rebaixamento.

 

 

Por Maria às 00h24

Vasco parecia o Santos e vice-versa

O Vasco deu uma de Santos e derrotou o Peixe por 3 a 1, em São Januário. Marcou até gol que poderia levar a assinatura de Neymar: Eder Luis  passou por três marcadores, chutou e correu para o abraço.

Já o Santos jogou como o Vasco vem se mostrando no Brasileirão. Ou seja: sem muita inspiração para fazer gols. Tanto que nem o fato de Jumar ter sido expulso aos 30m da etapa final, levou a equipe santista a tirar proveito disso.  

O Peixe pressionou, mas a equipe de PC Gusmão não só garantiu a vantagem, como no último lance do jogo aconteceu o golaço de Eder Luis.

Fagner fez 1 a 0 , Felipe marcou o segundo, de pênalti – ambos no primeiro tempo -  Danilo  diminuiu aos 10m do segundo.

 

Por Maria às 00h17

28/09/2010

Fla vai jogar sob o comando das organizadas

De que forma o time do Flamengo reagirá às cobranças de meia dúzias de torcedores – houve autorizaçã da diretoria do clube – numa reunião realizada, ontem, no vestiário da Gávea?

Será que a participação direta do poder paralelo levará o time a jogar futebol ou será que, sentindo-se ainda mais acuados e desprotegidos, os jogadores afundarão de vez?

As fotos publicadas pela mídia mostram a fisionomia desnorteada de Petkovic no momento em que ele chega ao clube para treinar e se vê obrigado a passar pelos chefes de algumas torcidas.

Hummm não sei não...

Repetindo o final do post anterior: que a pombinha da paz ilumine as cabeças rubro-negras.

 

 

 

Por Maria às 12h20

27/09/2010

Flamengo... Flamengo

Semana começa de forma atípica para o Flamengo. Representantes das torcidas organizadas, autorizados pela diretoria, foram à Gávea para cobrar resultados dos jogadores.

E os problemas se tornarão ainda mais sérios se a equipe rubro-negra perder para o Goiás, amanhã, terça-feira, no Serra Dourada.

Não custa lembrar que o Goiás, agora dirigido por Jorginho deu um sacode no São Paulo, em pleno, Morumbi: 3 a 0.

Caso o Flamengo sofra nova derrota, que a diretoria do clube tome providências para que a delegação receba proteção especial ao desembarcar quarta-feira no Rio.

Esse filme eu já vi algumas vezes e o que mais me marcou aconteceu em 2004, quando o Flamengo, após ser goleado pelo Galo, no Ipatingão, desembarcou no Santos Dumont.

O tempo fechou. A violência foi tanta que Seu Crizan, pai do apoiador Zinho (na ocasião com 67 anos), foi agredido e precisou ser hospitalizado.

Que a pombinha da paz ilumine as cabeças rubro-negras.

 

Por Maria às 18h20

26/09/2010

Flu de Muricy vem comendo pelas beirinhas

Fluminense merece a liderança? Claro que sim.

Sua campanha no Brasileirão é de uma regularidade incrível e incontestável. Ao derrotar o Vitória por 2 a 1, no Barradão, o Fluminense  tem 14 vitórias, seis empates e apenas cinco derrotas. Seu ataque já  marcou 47 gols e é o mais positivo. Portanto...

Neste jogo a grande estrela foi Conca, que distribuiu as jogadas com talento e marcou o primeiro gol, cobrando um pênalti sofrido por Rodriguinho. O empate do time baiano, através de Henrique, após cobrança de falta, na qual Rafael espalmou na trave, a bola correu sobre a linha e Henrique marcou. Mas no minuto seguinte, aos 18, Rodriguinho, outro destaque tricolor fez o gol da vitória e que colocou o Fluminense em primeiro lugar na tabela.

Mas, é bom lembrar que o Corigão tem um jogo a menos. 

 

Atlético MG perde e sofre o seu 47º gol. É muito

O Atlético Mineiro perdeu novamente. Desta vez, para o Grêmio por  2 a 1, em Sete Lagoas, na estréia de Dorival Júnior.

A equipe mineira lutou muito, mas foi derrotada. É a penúltima colocada a 27 pontos do líder Fluminense.

Já o Grêmio ganhou duas colocações e está em décimo. Os gols do Grêmio foram marcados por Jonas e Gabriel. Diego Tardelli descontou

Agora cá pra nós. Não entendo direito o seguinte: o Galo está na zona do rebaixamento, sua defesa é a que mais gols sofreu até agora - foram 47 -, perdeu 16 partidas e ainda assim o zagueiro Rever foi convocado para a seleção brasileira. Não é estranho?

De repente, estou sendo injusto com o Rever e o Mano Menezes acertou em chamá-lo.

Em tempo: Rever foi contratado em julho, estreou contra o Santos em agosto. Ele disputou nove partidas e o Galo sofreu 16 gols.

Por Maria às 19h34

O jogo só termina quando o juiz acaba

Sempre que alguém soltava o velho chavão para justificar o tropeço do seu time eu morria de rir. Afinal, não existe nada mais óbvio do que isso.

E neste domingo essa “verdade” deve ter sido dita por Joel Santana e Adílson Batista  para seus jogadores após o empate de 1 a 1 do Botafogo com o Atlético Paranaense, no Engenhão, e a derrota do Corinthians de 3 a 2 para o Internacional no Beira Rio.

Os gols que definiram o resultado dos dois jogos aconteceram no final. Guerrón empatou para o Atlético Paranaense aos 45m do segundo tempo para o desespero da torcida alvinegra e Andrezinho, aos 48m, marcou o gol da vitória do Internacional sobre o Corinthians, que acabou surpreendido nos acréscimos e perdeu não só o jogo como a liderança para o Fluminense.

O Botafogo saiu na frente com um gol Edno, mas o Furacão não se entregou nunca e foi premiado no fim da partida.

No Beira-Rio, D´Alessandro tocou para Tinta fazer 1 a 0 no primeiro tempo, Jorge Henrique empatou aos 19m do segundo e Alecsandro desempatou. Aos 45m,  Bruno César, de pênalti, tornou a empatar para o Corinthians, que, com o resultado permaneceria na liderança. Mas como  “ O jogo só termina quando o juiz acaba”, aos 48 , gol de Andrezinho. Festa da torcida colorada, diante do olhar incrédulo dos torcedores do Timão.

Resultados injustos? Nada disso.

Só posso dizer um “bem feito”, porque levar gol no finalzinho e que leva o time a perder pontos tem mesmo é que ser castigado.

.

 

Por Maria às 18h50

Sobre o autor

Antonio Maria Filho é jornalista esportivo desde 1970 e cobriu as últimas 9 Copas do Mundo. Esteve a serviço em duas Olimpíadas e dois Mundiais sub-20. Também marcante em sua carreira foi seguir todos os passos do Flamengo na conquista do Mundial Interclubes, em 1981, no Japão, na final contra o Liverpool.

Sobre o blog

Baseado no Rio de Janeiro, o Blog do Maria dirige o olhar treinado do experiente jornalista para o futebol atual e traz bastidores do mundo esportivo acumulados ao longo de quatro décadas de carreira.