Blog do Maria

09/10/2010

Empate foi pior para o Grêmio

Vasco e Grêmio empataram em 3 a 3, em São Januário, mas diria que o resultado foi pior para o Grêmio.

E explico: o Grêmio luta para chegar ao G3 e como ainda sonha com o título, precisava muito mais desses três pontos do que o Vasco, que, em 11º lugar, não corre maiores riscos de cair e não  tem sequer direito de sonhar em se classificar para a Libertadores.

Foi um bom jogo e o Vasco poderia ter vencido, chegou a estar vencendo por 3 a 1 até a metade do segundo tempo, mas faltou-lhe competência para segurar o resultado.

Os gols foram marcados por Eder Luís, Cesinha e Felipe Bastos para o Vasco e Jonas (dois) e Gabriel para o Grêmio.

Jonas é o artilheiro do campeonato, com 19 gols, oito a mais que Bruno César, do Corinthians.

 

Por Maria às 22h18

Um sábado especial para o Santos

 

O Santos foi a equipe que mais lucrou nestes jogos de sábado. Ao derrotar o Atlético-PR por 2 a 0, na Vila Belmiro, foi dormir na quarta colocação, juntinho do G3.

E mais: venceu adversário direto nesta luta para chegar no pelotão da frente. Os gols foram marcados por Maranhão e Zé Eduardo (pênalti).

Neymar não fez gol, mas estou gostando do comportamento dele. Mesmo caçado pelos marcadores, não reclama, não procura revidar e sequer cava faltas ou faz encenações como antes. 

Agora, os árbitros precisam ser mais rigorosos para o bem do futebol.

 

          ----------------------

Em Presidente Prudente, dois jogadores marcaram cinco gols: Ricardo Oliveira (três) e Wesley (dois).

Como o São Paulo venceu, Ricardo Oliveira  foi o dono da festa.

Outra coisa: sob a batuta de Carpegiani, o futebol do São Paulo parece melhor e mais objetivo.

O problema é que o tricolor continua afastado do pelotão da frente.

Pode chegar? Acho complicado, quase impossível.

 

 

Por Maria às 22h03

Gente... é vencer ou vencer

Quem ainda sonha com título, G3 , Sul-Americana ou mesmo em não cair para a Série B que vença seus jogos. Empate é um resultado enganador.

Darei apenas dois exemplos do que acontece neste Brasileirão e vejam se não tenho razão:

1 – O Vasco perdeu seis vezes apenas, mesmo número de derrotas que o líder Fluminense. Porém, como venceu muito menos (Flu 15 x 8 Vasco) ocupa o 11º lugar.

2 – Botafogo, com 43 pontos, tem uma derrota a menos que o próprio Fluminense. A diferença é que  enquanto o tricolor ganhou 15 e empatou sete jogos, o alvinegro venceu 10 e empatou 13 vezes.

Adiantou perder igual ou menos vezes que o lider Fluminense?

O que impressiona é que tem treinador e jogador que se vangloriam quando o time empata. 

 

Por Maria às 11h18

08/10/2010

Fla intensificará sua luta contra a degola

     

 Val Baiano e Diego Maurício foram festejados pela torcida na estréia de Vanderlei Luxemburgo

Se no Brasileirão de 2009, Val Baiano surpreendeu pelo faro de gol, que o levou a terminar a competição com 18 gols, um a menos que Adriano e Diego Tardelli,é sinal que sabe fazer gols e para isso basta se cuidar.

Quando se apresentou ao Flamengo estava visivelmente acima do peso, um problema terrível para qualquer jogador até mesmo para algumas estrelas que andam por aí.

Val Baiano vem lutando para atingir o peso ideal e com Vanderlei ali na sua cola certamente voltará a mostrar as qualidades que o levaram a se destacar no Brasileirão do ano passado.

Diego Maurício também deixou Luxemburgo bem impressionado. Com apenas 19 anos, entrou para substituir Diogo, que se contundiu e deu mais força ao ataque rubro-negro. Por sinal, a diretoria rubro-negra aposta no sucesso da jovem promessa das categorias de base.

E Vanderlei tem como meta fazer com que a equipe atinja o seu melhor para que a torcida volte a festejar.

Por sinal, Diego Maurício foi pinçado por Rogério Lourenço.

Por Maria às 11h39

Acorda Jóbson, ainda dá tempo

                                                                Uol

    Jóbson e a hora da verdade          

Um botafoguense ilustre (e que vive o dia a dia alvinegro) me garantiu que o atual problema de Jóbson não está relacionado às drogas, coisa que há bem pouco tempo o levou a pegar um gancho. Segundo afirma o botafoguense, isso está realmente superado.

O que acontece é que o jovem e talentoso jogador, de apenas 22 anos, anda  fascinado com a fama e vive intensamente à noite agredindo a forma física, por dormir pouco e não se comportar como um atleta.

O mau comportamento de Jóbson fora de campo levou "papai" Joel Natalino Santana a tirá-lo do time numa forma de punição e ainda assim a  concentrrá-lo para impedí-lo de aproveitar o tempo livre em noitadas.

Tirar isso da cabeça de um jovem é meio complicado, ainda mais quando, de repente, não lhe falta fama e o dinheiro está sobrando.

Mas se lhe mostrarem exemplos de jovens atletas que alcançaram a fama e se arruinaram em razão das noites mal dormidas e da falta de profissionalismo, pode ser – eu disse: pode ser – que Jóbson desperte.

Que ele consiga isso. 

Por Maria às 10h16

Verdade: Val Baiano comanda vitória do Fla

Como num passe de mágica, aos 24 minutos do segundo tempo, Vanderlei Luxemburgo tirou Deivid e colocou Val Baiano, que ainda não havia feito gol para o Flamengo.

Seis minutos depois, Marquinhos centrou para área do Atlético Goianiense e Val Baiano marcou de cabeça: Flamengo 1 a 0.

A torcida, que compareceu em bom número ao Estádio da Cidadania, em Volta Redonda, parecia não acreditar, mas comemorou.

Dez minutos depois, Diego Maurício, prata da casa e escolhido para substituir Diogo, que se contundiu no começo jogo, definiu o resultado: 2 a 0.

Com a vitória, o Flamengo passou a ocupar o 14º lugar e viverá dias menos tensos.

Pelo menos, até domingo, quando a equipe rubro-negra enfrentará o Avaí, na Ressacada.

 

      --------------------------------------

 

Mas o Cruzeiro foi o grande vencedor da rodada.

Ao derrotar o Goiás, por 1 a 0, no Serra Dourada, a equipe mineira superou o Corinthians e é agora a vice-líder do Brasileirão.

Detalhe: domingo jogará contra o líder Fluminense, em Uberlândia, e se vencer assumirá a primeira colocação.

A Raposa não fez uma grande partida e venceu graças a um gol contra de Jonílson, por sinal um golaço de cabeça. 

Fim da partida, os torcedores goianos brigaram entre si, enquanto os mineiros comemoravam o bom momento do Cruzeiro.

 

      --------------------------------------

 

 Em termos de gols, o resultado mais expressivo da noite foi a goleada do Palmeiras  de 4 a 1 sobre o Avaí,  no Pacaembu..

A vitória acabou com o pesadelo vivido pelo Palmeiras que não vencia no Pacaembu desde o jogo contra o Vitória, em agosto, pela Copa Sul-Americana.

Valdívia foi o nome do jogo: marcou dois gols e realizou grandes jogadas. Kleber e Gabriel Silva marcaram os outros dois. Roberto fez o do Avaí.

Agora, nenhum dos cinco gols foi tão marcante quanto o lance da expulsão do goleiro Zé Carlos, do Avaí.

Houve um pênalti contra a equipe catarinense, Kleber cobrou de forma displicente, no centro do gol e Zé Carlos defendeu.

Em seguida o goleiro foi até Kleber e lhe deu um tapinha no rosto.

Como Zé Carlos já havia recebido cartão amarelo, não só foi expulso, como levou o árbitro a marcar nova penalidade, que, então, foi bem aproveitada pelo Gladiador.

Por Maria às 23h52

07/10/2010

Um bom treino para Brasil x Ucrânia

Impossível analisar a seleção brasileira diante do Irã, adversário fraquíssimo e num jogo sem valer praticamente nada.

A não ser a possibilidade de Mano Meneses trabalhar a renovação da seleção brasileira.

O Brasil venceu por 3 a 0, gols de Daniel Alves numa maravilhosa cobrança de falta, Alexandre Pato e Nilmar, que entrou em lugar de Robinho (que tem mais futebol do que mostrou) e o resultado só não foi maior  porque o goleiro Rahmati mostrou qualidades.

Mais parecia um treino e olha que os iranianos saíram na frente e o árbitro, equivocadamente, anulou o gol.

Se bem que mesmo que validasse o gol, o Brasil ganharia sem problema algum, tal a fragilidade do adversário.

Como segunda-feira, no Pride Park Stadium, na Inglaterra, a seleção da Ucrânia exigirá mais do Brasil, o jogo de hoje valeu como treino.

 

Por Maria às 16h57

06/10/2010

Santos ajudam e protegem o Santos

No post apresentando o jogo, escrevi que em razão de tantos desfalques do Santos, o Fluminense tinha tudo para vencer, até porque, o jogo era no Engenhão.

Usei como título: "Santos ajudam e protegem o Flu".

Que nada, aconteceu o contrário e o  Santos goleou o líder por 3 a 0, deu um verdadeiro show de bola, mostrando que sua garotada, aquela garotada que normalmente fica no banco, é muito boa de bola.

Se o Fluminense não contou com Deco e Mariano, o Santos entrou em campo sem Felipe, Edu Dracena, os dois Brunos, Rodriguinho, Marquinhos, Madson, Keirrison e Maciel.

E nem precisou, parecia até a Selesantos do primeiro semestre. Fred entrou no início do segundo tempo no lugar de Washington, parecia inseguro, nada conseguiu e sentiu novamente a panturrilha.

O nome do jogo? Anotem: Zé Eduardo, autor dos três gols.

 

                       -----------------------------

 

 O Corinthians decepcionou e mais uma vez não soube aproveitar o tropeço do Fluminense.

Se na rodada passada empatou com o Ceará em 2 a 1, desta vez  perdeu para Atlético Mineiro por 2 a 1, de virada, em Sete Lagoas.

O Timão saiu na frente com um gol de Paulinho, mas o Galo virou através de Werley e Zé Luís.

E mais: perderá a vice-liderança se o Cruzeiro derrotar o Goiás no Serra Dourada.

O nome do jogo? Anotem: Dorival Júnior. 

             ----------------------------- 

 

O Grêmio, de Renato Gaúcho, goleou o Gêmio Prudente por 4 a 0, no Olímpico. 

Antes do primeiro minuto, o time gaúcho já vencia por 1 a 0, gol de André Lima e a partir daí mandou e mandou bem o tempo inteiro.

O nome do jogo? Anotem: Jonas, autor dos outros três gols e na liderança da artilharia do Brasileirão com 17. 

 

                       -----------------------------

 

No Brinco de Ouro, o Botafogo ficou no 1 a 1 com o Guarani. Resultado justo.

Se o Bugre saiu na frente através Diego, Loco Abreu empatou. Tanto Botafogo quanto Guarani criaram chances mas não aproveitaram. 

O nome do jogo? Anotem: ninguém.

 

                       -----------------------------

Tudo bem que o jogo foi no Castelão, mas o Internacional pisou literalmente na bola. Foi derrotado pelo Ceará por 1 a 0 (gol de Heleno no início do segundo tempo) e desperdiçou excelente oportunidade para encostar nos líderes. A torcida colorada tem toda razão de se mostrar irritada, decepcionada. Até porque o Vozão já não vencia há seis partidas.

O nome do jogo? Anotem: Dimas Filgueiras por amarrar com nó cego o time de Celso Roth.

Por Maria às 21h38

Santos ajudam e protegem o Flu

                                   REFORÇO DO FLUMINENSE

                                              (foto Uol) 

                                   DESFALQUES DO SANTOS

    

   

 (fotos do site do Santos Futebol Clube)

A rodada é altamente favorável ao Fluminense, que enfrentará o Santos, no Engenhão e explico:

1 - A equipe tricolor terá no banco nada mais, nada menos do que Fred.

2 – Se a equipe tricolor não terá Deco, lesionado, e Mariano, na seleção, o Santos jogará no Engenhão sem Felipe, Edu Dracena, Bruno Rodrigo, Marquinhos, Marcel, Bruno Aguiar, Keirrison, Madson e  Rodriguinho, além de Paulo Henrique Ganso, que só retornará no próximo ano. 

3 – O Corinthians, que está na cola do Fluminense, enfrentará o Atlético Mineiro em Sete Lagoas sem Chicão, Ralf e Jorge Henrique (que não jogará mais este ano), além de Ronaldo. Além disso, Roberto Carlos tem atuado no sacrifício, em razão do desgastante calendário.

Se bem que prever sobre futebol é um tanto irreal. Mas que o Fluminense não pode reclamar do momento... isso não pode.

 

Por Maria às 10h49

05/10/2010

Vanderlei já está no pedaço

  

Vanderlei sorri, mas quando aperta o nariz e olha enviesado, humm ... sai da frente do cara

Vanderlei Luxemburgo está de volta ao Flamengo, onde ficará até o final de 2012.

O Flamengo pretendia que o contrato com o novo treinador terminasse no final do ano, mas Vanderlei não aceitou.

Sabe que o momento do Flamengo é difícil, mas lembra que o do Atlético Mineiro era ainda pior e que nem por isso jogou a toalha: só saiu de lá porque os dirigentes mineiros o demitiram.

Sua forma de trabalhar é bem diferente da maioria dos treinadores.

Os jogadores que se preparem: quem pisar na bola, recebe cartão vermelho na hora. Ele exige bom comportamento dentro e fora do clube,  profissionalismo e acima de tudo amor à camisa do clube.

Outra coisa: dirigente algum se mete no seu trabalho. O futebol é dele e pronto.

Em tempo:  com Vanderlei, titular e reserva têm o mesmo tratatamento.

Por Maria às 14h48

04/10/2010

Fla: Veloso, Luxemburgo e Diego Maurício

                                                    (Uol)

Fla quer Diego Maurício lapidado por Luxemburgo

Três projetos rubro-negros saindo do papel para que sejam colocados em  prática o mais rápido possível:

1 -Vanderlei Luxemburgo está acertando contrato com o Flamengo. De início, o vínculo será até dezembro e ele não poderá levar consigo um batalhão de auxiliares.

2 - Luís Augusto Veloso, que presidiu o Flamengo no biênio 93/94, foi convencido pela presidenta Patrícia  Amorim para assumir o cargo de diretor executivo do futebol rubro-negro, deixado por Zico. Falta apenas assinar o documento.

3 -  O Flamengo aposta suas fichas em Diego Mauríco, de 19 anos, e quer que Vanderlei seja o responsável pela formação do jovem jogador forjado nas categorias de base.

Por Maria às 22h35

Flamengo, os números não mentem

Flamengo demitiu Silas assim como acontecera com Rogério Lourenço, outro considerado culpado pelos maus resultados da equipe.

Fala-se que Vanderlei Luxemburgo terá seu nome anunciado como técnico ainda hoje (segunda-feira).

É um grande técnico? Claro que é. Mas resolverá? Não sei.

Outra coisa: o Flamengo tem como  bancar essa contratação? 

Só que o real problema do Flamengo está dentro de campo, mais precisamente na incompetência do seu ataque. 

Querem ver? Vamos aos números: o artilheiro rubro-negro na Serie A é o reserva Petkovic, com cinco gols. A seguir estão: Vagner Love (o saudoso "Artilheiro do Amor") com quatro; Kleberson, tem três; Deivid, Diogo Maurício e Toró dois; e com apenas um – atrás de Rogério Ceni, que já marcou dois para o São Paulo, aparecem: Denis Marques, David, Jean, Juan, Léo Moura, Paulo Sergio, Renato e o goleiro Bruno, que deixou sua marca antes de ser preso. Os reforços Val Baiano e Diogo estão zerados.

Ao voltar para o CSKA, da Rússia, Vagner Love  deixou o Flamengo em quarto lugar: o time rubro-negro derrotou o Palmeiras por 1 a 0, em São Paulo, com um gol seu.

Na rodada seguinte, o Flamengo perdeu para o Goiás por 2 a 1, em casa, e começou descer a ladeira.

Vanderlei ou quem assumir que se prepare. Está ruim para o Flamengo fazer gol.

Por Maria às 15h39

03/10/2010

Carpegiani tem Libertadores e Mundial no currículo

                                                                       Tóquio - Foto do Maria

Em 1981, pouco antes de o Flamengo conquistar o Mundial Interclubes.

Dr. Célio Cotecchia (E) , Zico, Carpegiani, eu (Maria) e Raul

Não vamos falar em Campeonato Brasileiro porque o São Paulo está a 17 pontos do Fluminense, mas Paulo César Carpegiani tem tudo para dar certo e organizar o futebol do São Paulo.

Eu o conheci como jogador. Dentro de campo mostrava técnica apurada, inteligência e organizava a equipe dentro de campo. Quando passou a técnico, entrou na maior fogueira: Libertadores da América, dirigindo o Flamengo e, apesar de toda pressão deu conta do recado.

A equipe rubro-negra conquistou o título, classificou-e para a final do mundial interclubes, em Tóquio, e simplesmente atropelou o Liverpool.

Isso foi em 1981, lá se vão quase 30 anos e é claro que Carpegiani se aperfeiçoou, aprendeu muito.

Claro que os resultados não começarão de imediato. Primeiro, ele precisa conhecer o time do São Paulo, saber quem é quem na equipe e o nível de cada jogador.

Que é  um profissional competente e sério, não tenho a menor dúvida.

Agora, ninguém faz milagres: sem time, sem bons jogadores (bons mesmo) nenhum técnico consegue nada. Será que o São Paulo tem um timaço e está longe do pelotão da frente por lhe faltar apenas um bom treinador?

 

Por Maria às 19h00

Temperatura aumenta na crise do Fla

O ex-presidente do Flamengo, Márcio Braga, enviou carta aberta para o atual vice-presidente do clube, Hélio Ferraz.

"Caro  Helio Paulo Ferraz,
Suas declarações sobre a grave crise que o Flamengo vive hoje são estarrecedoras e sua falta de compromisso com a causa rubro-negra é inaceitável!
Você é o maior responsável por tudo que está acontecendo no clube.
Todos os Presidentes de Poderes do Flamengo foram eleitos com o seu apoio ou em razão dele, em especial o Presidente do Conselho Fiscal e até mesmo a própria Patricia Amorim.
Seu apoio político e financeiro a ambos foram decisivos e agora não é hora de fugir pra Passárgada nem traçar um destino diferente.
Você deve assumir sua responsabilidade e colocar  seu capital político a serviço do Flamengo, parando de agir nos bastidores, com subterfúgios e planos maquiavélicos, como se o Flamengo fosse algum brinquedo e o Capitão Leo e a  Patricia Amorim apenas suas marionetes.
É hora de demostrar seu compromisso com o Flamengo, arregaçar as mangas e pegar no batente. Os tropeços em campo são reflexos diretos da administração do clube e você reúne condições para reverter este quadro. 
Sem a estrutura adequada, o Zico não tinha condições para desenvolver um bom trabalho e isso é falha da gestão. A imagem de nosso maior ídolo não pode ser afetada por este tipo de problema administrativo. O Zico é um patrimônio do Flamengo e merece ser tratado com mais cuidado e respeito, o que vale também para o Andrade e nossos outros ídolos.
É hora da verdade, Helio. Você deve mudar de postura antes que seja tarde demais.  Este é o conselho e o desejo de todos seus amigos.
Saudações rubro-negras,
Rio de Janeiro, 2 de outubro de 2010".

O espaço está aberto para a réplica.

Por Maria às 13h07

Coubertin no céu. Bernardinho no umbral

 x  (Uol)

Barão de Coubertin           Técnico Bernardinho

O vôlei brasileiro, que em termos de conquistas superou o futebol, pois já alcançou todos os títulos possíveis e inimagináveis, pisou na bola.

Para cair num grupo menos complicado na fase seguinte do Mundial, que está sendo disputado na Itália, conseguiu perder para os reservas da Bulgária por 3 a 0.

Numa forma de protesto, parte do público virou as costas para a quadra e exigiu que os 40 dólares cobrados do ingresso fossem devolvidos.

O técnico Bernardinho negou veementemente esta estratégia e justificou as mudanças por considerar vários jogadores sem condições de serem escalados.

Constrangido, Gibba declarou  à mídia que aquela partida deixaria sua carreira manchada. Até os jogadores búlgaros ironizaram o comportamento do time brasileiro.

Na Copa da Alemanha, em 1974, a primeira que eu cobri, presenciei a derrota da Alemanha Ocidental para a Oriental numa forma de fugir do grupo do Brasil na fase seguinte.

Custei a crer  no que via. Fiquei tão perplexo que demorei a dormir.

Não podemos esquecer que sediaremos os Jogos Olímpicos de 2016.

O Barão de Coubertin, um dos idealizadores da Olimpiada, costumava repetir a seguinte frase: “O importante não é vencer, mas competir. E competir com dignidade”.

Ele, nascido em 1º de janeiro de 1863, em Paris, dedicou sua vida à criação dos Jogos Olímpicos. E investiu toda a sua fortuna para realizar o seu sonho. Morreu pobre, em 1937, na Suíça, mas, numa forma de reconhecimento, seu iluminado coração foi levado para Olímpia, na Grécia, onde descansa em paz num mausoléu.

Que as palavras de Coubertin jamais sejam esquecidas.

Por Maria às 10h58

Sobre o autor

Antonio Maria Filho é jornalista esportivo desde 1970 e cobriu as últimas 9 Copas do Mundo. Esteve a serviço em duas Olimpíadas e dois Mundiais sub-20. Também marcante em sua carreira foi seguir todos os passos do Flamengo na conquista do Mundial Interclubes, em 1981, no Japão, na final contra o Liverpool.

Sobre o blog

Baseado no Rio de Janeiro, o Blog do Maria dirige o olhar treinado do experiente jornalista para o futebol atual e traz bastidores do mundo esportivo acumulados ao longo de quatro décadas de carreira.