Blog do Maria

16/10/2010

O Flamengo acordou

Quem não é Flamengo teme e detesta este Flamengo de Vanderlei Luxemburgo - pelo menos por enquanto.

Não é qualquer time que até pouco tempo não conseguia nada no Brasileiro, pega o Internacional, campeão da Libertadores, e o derrota por 3 a 0, sem ser ameaçado nunca. Até concordo que o lance do pênalti cometido por Índio sobre Deivid foi duvidoso. Mas não posso condenar o árbitro Wilson Seneme - de repente, ele estava perto e acertou.

E o Internacional de Celso Roth, uma das forças da campetição e ainda com direito de sonhar com o título, não pode reclamar de nada. Até porque a primeira defesa do goleiro Marcelo Lomba aconteceu aos 41 minutos do segundo tempo, em cobrança de falta.

Próxima rodada, as duas equipes estarão envolvidas em jogos de grande rivalidade: Flamengo pega o Vasco, no clássico dos milhões, e o Internacional terá pela frente um Grenal. 

 

Por Maria às 21h14

Fla sem Léo Moura chora ausência de Val Baiano

         

                Léo Moura faz muita falta         

Flamengo e Internacional se enfrentam logo mais, no Engenhão. Um jogo importantíssimo para os dois clubes.

O time rubro-negro precisa vencer para diminuir os riscos de rebaixamento, já o colorado para se manter colado no pelotão de cima.

Vejam como é o futebol.  Conidero a ausência de Leonardo Moura a mais importante do Flamengo, mas parte de sua torcida lamenta com mais veemência a de Val Baiano, que chegou a ser execrado no clube, mas pareceu despertar após a chegada de Vanderlei Luxemburgo.

Outra atração no Engenhão: o duelo Luxa x Roth.

 

Por Maria às 11h30

15/10/2010

Ronaldo acalmará o bando de loucos?

Tite pode estar com as malas quase prontas para deixar os Emirados Árabes e adentrar no Parque São Jorge: mas, se o clube continuar a ficar repleto de torcedores cobrando e ofendendo os jogadores, será difícil o Corinthians fechar com algum treinador.

Não é à toa que Carlos Alberto Parreira prefere ficar sem trabalhar até o final do ano. Ele sabe que embarcar numa nau desgovernada não compensa.

E olha que o Corinthians está na parte de cima da tabela. Esse  tipo de pressão da torcida indo ao clube tomar satisfações com os jogadores só tumultua.

Mesmo acima do peso, o grande Ronaldo, está disposto a trazer para si a responsablidade e dar basta nesta discórdia. Ele chegou a afirmar: "Prefiro que batam em mim".

Para terminar, lugar da torcida não é dentro do clube cercando e ameaçando os jogadores.

Que ela fique lá em cima, no alto da arquibancada, entoando o seu especialíssimo cântico:

"Aqui tem um bando de louco, loucos por ti Corinthians. Aqueles que acham que é pouco, eu vivo por ti Corinthians. Eu canto até ficar rouco...
 

 

Por Maria às 18h55

Tite é a bola da vez

Tite é um bom nome. Se o Corinthians conseguir contratá-lo, terá no comando um profissional sério, ético e profundo conhecedor de futebol.

Os dirigentes corintianos, bem como a torcida, não podem é exigir resultados imediatos.

O problema é que o Timão luta pelo título e necessita de resultados imediatos. Não pode ser diferen.

É como se fala:

1 - “Tite vai entrar num mato sem cachorro”. Traduzindo: tudo pode acontecer.

2 - "Tite está entre a cruz e a espada". Traduzindo: pode se consagrar no Timão ou ser decapitado logo logo.

 

Por Maria às 12h28

Ninguém segura o Verdão na altitude

O Palmeiras parecia o time da cidade de Sucre (BOL) e o Universitário o que jogava em São Paulo..

O Verdão atropelou a altitude de 2.800m, venceu o Universitário por 1 a 0, gol de Marcos Assunção em cobrança de falta e ainda teve  um gol de  Lincoln mal anulado pelo  peruano Victor Carrillo.

Kleber parecia inteiro no final do jogo, assim como a maioria dos seus companheiros.

Se o Verdão mostrar no Brasileirão o apetite exibido na altitude, sei não. Felipão e nem a torcida palmeirense poderão reclamar de alguma coisa.

O jogo de volta pela Copa Sul-Americana será quarta-feira, em São Paulo.

 

 

 

Por Maria às 23h45

14/10/2010

Tête-à-tête entre Mano, Kaká e muito mais

Mano Menezes, que passa alguns dias na Europa, está com sua agenda cheia. Lá conversará com vários jogadores.

Kaká está na lista dos jogadores que Mano Menezes faz questão de se encontrar e ter aquela conversa "tête-à-tête" . A lista é grande: Ronaldinho Gaúcho, que está fora da seleção desde as últimas eliminatórias,  Lúcio, Maicon e Júlio César entre outros jogadores.

 

Por Maria às 18h07

Copa e Olimpíadas mobilizam o Botafogo

O Botafogo realiza hoje, a partir das 19 horas, na sede de General Severiano, o ''Ciclo Esportivo Carioca, o Estádio Olímpico João Havelange e o Botafogo''.

No encontro serão discutidos o trabalho a ser realizado na cidade do Rio de Janeiro, que a partir do ano que vem, começa a viver um ciclo esportivo importante: em 2011, os Jogos Mundiais Militares; em 2013, a Copa das Confederações; em 2014, a Copa do Mundo: e, em 2016, os Jogos Olímpicos. Entre outros palestrantes, participarão o prefeito Eduardo Paes, a sub-secretária estadual de esportes, Márcia Lins, e o vice-governador Pezão,

 

 

Por Maria às 11h42

Vasco vence e Timão continua enguiçado

O Vasco derrotou o Corinthians por 2 a 0, em São Januário, mas já empatou tanto neste Brasileirão ( 14 vezes) que continua longe do pelotão da frente.

Os gols foram marcados por Zé Roberto (impedido) e Éder Luís. 

Agora, os corintianos que me desculpem. O Timão mais parece aquele carro velho, que a todo instante dá defeito e o que é pior: mecânico nenhum dá jeito.

Seus últimos seis jogos mostram isso. Além desta derrota para o Vasco, o Coringão perdeu para o Atlético GO por 4 a 3, para o Atlético MG por 2 a 1, para o Internacional por 3 a 2 e empatou de 2 a 2 com o Ceará e de 1 a 1 com o Botafogo.

Ou seja: dos 18 pontos disputados nas últimas seis partidas, conquistou apenas dois e deixou escapar 16.

Os desfalques pesam? Pesam sim. Mas seus adversários não têm nada com isso.

Por Maria às 00h50

Neymar 1 x 0 Internacional

O Santos ficou numa boa: venceu o Internacional, seu adversário direto nesta reta de chegada e, ao ultrapassá-lo, aproximou-se do G3 e está apenas a um ponto do Corinthians, o terceiro colocado.

Neymar marcou o único gol do jogo, muito bonito por sinal. Aliás, as belas jogadas da partida foram quase todas dele. E como pegam seu tornozelo.

Uma coisa que eu não entendo é ver Andrezinho barrado no time colorado e só entrar no decorrer do jogo.

Por Maria às 00h25

13/10/2010

Time imbatível

 

 

 O mundo inteiro aplaude a valentia e determinação dos 33 heróis chilenos

 

Os miineiros chilenos deram verdadeiro show de união, comprometimento, espírito de luta, comportamento, obediência tática, determinação, objetividade e acima de tudo muita fé.

Que as tantas virtudes demonstradas por eles nesta luta para superar situações adversas ao extremo sirvam de exemplo para todos nós. 

Um especial viva para os grandes e verdadeiros campeões.

Que timaço!

Em tempo I: Nem o risco de morte levou algum deles a pensar apenas em si. Para eles, não havia "titulares ou reservas", o importante era o grupo formado pelos 33 "jogadores". 

Em tempo II: Não tenho a menor dúvida que o exemplo dado pelos chilenos será tema na preleção de Vanderlei Luxemburgo aos jogadores do Flamengo, bem como de muitos outros treinadores. 

Por Maria às 09h56

12/10/2010

Corintianos, santistas e colorados não dormem hoje

Amanhã, quarta-feira, é dia dos jogos que foram remarcados e que se transformaram em verdadeiras decisões: Vasco x Corinthians, em São Januário, e Santos x Internacional, na Vila Belmiro.

Para o Vasco nem tanto, mas para Corinthians, Santos e Internacional será vencer ou vencer.

Se o Corinthians ganhar, somará os mesmos 52 pontos do Fluminense e ficará a apenas dois do líder Cruzeiro.

Agora, para Santos e Internacional, adversários diretos na briga pelo título, a importância da vitória é imensa. O Internacional ultrapassará o Corinthians, caso  o Timão seja derrotado pelo Vasco. E se os três pontos forem conquistados pelo Santos, o time da Vila Belmiro encosta na galera de cima.

Vale a pena acompanhar esses dois jogos.

Por Maria às 17h45

Com você, Mano, o trintão Ronnie

                       

                                         Ronaldinho Gaúcho

 

         

                Robinho                 Alexandre Pato            Thiago Silva

 

Mano Menezes observará os brasileiros do Milan nos jogos contra o Real Madrid (Liga dos Campeões) e Chievo (Campeonato Italiano).

Nesta espetacular equipe - para mim, uma das mais notáveis da atualidade -, jogam  os brasileiros Thiago Silva, Robinho, Alexandre Pato e... e... Ronaldinho Gaúcho, o Ronnie, como foi carinhosamente apelidado na Catalunha.

Que nosso treinador seja iluminado no momento de decidir  se convoca (ou não) Ronaldinho Gaúcho para o amistoso contra Argentina, mês que vem, em Doha.

Na Copa do Brasil, em 2014, ele estará com 34 anos. Eu particularmente não acredito que ele vá disputá-la.

Mas como o considero tão bom,  mas tão bom jogador, melhor do que muitos do atual grupo, torço fervorosamente para estar enganado.

Se eu fosse técnico, eu o convocaria enquanto eles estivesse bem. Ainda o considero top dos top.

Ronaldinho Gaúcho só sairia da minha lista quando estivesse realmente mal, o que não é o caso, já que integra uma das equipes mais fortes do Mundo.

Sua última partida pela seleção aconteceu nas eliminatóriasda Copa da África : Brasil 3 x 0 Peru. Ronaldinho Gaúcho estava no banco e vejam só: entrou no segundo tempo no lugar de Elano.  

 

 

Por Maria às 11h07

11/10/2010

Valeu como treino para pegar los hermanos

Seleção brasileira derrotou a da Ucrânia por 2 a 0, no amistoso disputado em Derby, na Inglaterra, e mantém os 100% de aproveitamento com Mano Menezes.

Mas preferi as atuações do Brasil nas vitórias de 2 a 0 sobre os Estados Unidos e 3 a 0 contra o Irã.

Esperava mais do time ucraniano, que, embora tenha marcado um gol mal anulado pela arbitragem, não mostrou absolutamente nada.

Destaques do Brasil? Difícil apontar, mas ficarei com Daniel Alves e Alexandre Pato, que marcaram os gols. Robinho deu um balãozinho num ucraniano e ficou nisso.

Vamos ver como a nova seleção se comportará no amistoso contra a Argentina, mês que vem, em Doha. Não custa lembrar que será o primeiro jogo dos argentinos após a derrota de 1 a 0 para o Japão.

 

Por Maria às 18h03

Vôlei do Brasil não precisa de armações

O vôlei do Brasil sobra no planeta.

A diferença da seleção brasileira para as outras é tão grande, mas tão grande, que não existe adversário difícil quando nosso time está concentrado e com a cabeça no lugar.

Por isso, não consigo entender  a estratégia de abrirmos mão da vitória sobre a Bulgária para fugirmos de um grupo hipoteticamente mais forte.

Certamente,sempre que se falar na conquista do tri, muita gente se lembrará da nossa derrota para os reservas da Bulgária por 3 a 0 (25 a 18, 25 a 20 e 25 a 20) e que levou parte do público a se virar de costas para a quadra, numa forma de protestar contra a apatia dos dois times. Afinal, os torcedores foram ao ginásio, compraram ingressos e se sentiam desrespeitados pelos jogadores das duas seleções.

Que fique a lição. Nosso espetacular vôlei não pode passar por isso.

Em tempo (12/10/2010): Ao desembarcarem em Guarulhos, os jogadores garantiram que a derrota dos reservas do Brasil de 3 a 0 para os reservas da Bugária não foi proposital, como afirmara o líbero Mário Jr ao dizer que o pior momento no mundial foi “entregar o jogo para a Bulgária”.

A equipe que enfrentou a Bulgária: Théo e Leandro Vissotto; Dante e Giba; Rodrigão e Sidão, Mário Júnior. Um timaço. Vissoto, por sinal, foi o melhor do mundial na hora do vamos ver. Ele, simplesmete, destruiu sem dó e piedade italianos e cubanos. 

Por Maria às 09h06

10/10/2010

Corinthians perde o jogo e o técnico

A maior decepção da rodada foi vivida pelo "Bando de Loucos" e em pleno Pacaembu.

O Corinthians recebeu o Atlético GO, que parece com vaga cativa na zona de rebaixamento, mas, acreditem, chegou a estar perdendo por 4 a 1.

Sua torcida parecia não acreditar no que presenciava. Muitos saíram do estádio antes de o jogo acabar. O próprio Andrés Sanches abandonou a tribuna.

O resultado final foi 4 a 3, mas a crise se instalou de vez no Parque São Jorge.

Adílson Batista não agüentou e pediu demissão.

 

Internacional já é o 4º colocado

O resultado de 1 a 0 ficou barato. O Internacional foi melhor que o Atlético MG, mas desperdiçou inúmeras chances.

Seu gol foi marcado por Alecsandro nos acréscimos do primeiro tempo, quando a torcida colorada já pegava no seu pé, pelas oportunidades perdidas por ele.

No segundo tempo, o atacante acabou expulso por Sálvio Spinola em razão de um carrinho em Ale.

Só que lance ainda mais violento foi a cotovelada de Leandro Damião no rosto de Ale, que perdeu muito sangue. A punição, no entanto, ficou no amarelo.

 

Por Maria às 20h16

Cuca, ex-Flu, leva Cruzeiro à liderança

O Cruzeiro, dirigido por Cuca, derrotou o Fluminense de Muricy Ramalho por 1 a 0, gol de Wellington Paulista e assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro.

A partida foi equilibrada, o time tricolor desperdiçou algumas oportunidades, mas o Cruzeiro teve outro gol de Wellington Paulista, mas que foi anulado por Carlos Eugênio Simon, em lance discutível.

É bom lembrar: nenhum técnico conhece tão bem os jogadores do  Fluminense quanto Cuca.  Nestes três últimos anos, ele comandou o time tricolor em várias ocasiões.

O Fluminense perdeu, mas continua na luta, já que é o vice-líder com menos dois pontos que o Cruzeiro e três a mais que o Corinthians.

Por Maria às 20h09

Sonho do Botafogo pode virar pesadelo

Botafogo foi melhor que o Palmeiras, mas ficou no 0 a 0, em pleno Engenhão.

Só que não se perde tantas chances de gol impunemente. Loco Abreu desperdiçou um pênalti e duas outras claríssimas oportunidades – mas ainda tem crédito. Jóbson também  falhou num lance quase na pequena área.

Como o Botafogo ainda sonhava com uma vaga na Libertadores, o empate foi um péssimo resultado. Pelo jeito, o sonho está agora mais difícil. 

Por Maria às 19h36

Sobre o autor

Antonio Maria Filho é jornalista esportivo desde 1970 e cobriu as últimas 9 Copas do Mundo. Esteve a serviço em duas Olimpíadas e dois Mundiais sub-20. Também marcante em sua carreira foi seguir todos os passos do Flamengo na conquista do Mundial Interclubes, em 1981, no Japão, na final contra o Liverpool.

Sobre o blog

Baseado no Rio de Janeiro, o Blog do Maria dirige o olhar treinado do experiente jornalista para o futebol atual e traz bastidores do mundo esportivo acumulados ao longo de quatro décadas de carreira.